- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Alexandre de Moraes, do STF, manda bloquear bens do deputado Daniel Silveira

© Folhapress / João Gabriel Alves/Agência EnquadrarO deputado federal Daniel Silveira (então PSL-RJ) em Batalhão de Polícia Militar do Rio de Janeiro, no dia 18 de fevereiro de 2021
O deputado federal Daniel Silveira (então PSL-RJ) em Batalhão de Polícia Militar do Rio de Janeiro, no dia 18 de fevereiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 20.05.2022
Nos siga noTelegram
O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o bloqueio de bens móveis e imóveis do deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ).
Em decisão nesta sexta-feira (20), o ministro afirmou que a medida tem o objetivo de garantir o pagamento das multas aplicadas ao parlamentar pela desobediência a restrições impostas a ele, como o uso de tornozeleira eletrônica.
"A decretação da indisponibilidade dos bens de Daniel Silveira destina-se a garantir o pagamento das multas processuais aplicadas em decorrência das violações às medidas cautelares impostas, de modo que estão plenamente atendidos os requisitos necessários para a referida providência", escreveu Moraes.
Moraes ordenou que sejam encaminhados ofícios a diversas instituições a fim de viabilizar as medidas, escreve o portal G1.
O deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) durante sessão da Comissão de Segurança na Câmara dos Deputados, em Brasília, 3 de maio de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 04.05.2022
Notícias do Brasil
Moraes bloqueia R$ 405 mil de Daniel Silveira e determina troca de tornozeleira eletrônica
À Receita Federal ele requisitou que seja informada, em 48 horas, a última declaração de Imposto de Renda do deputado, assim como se há empresas nas quais ele consta como sócio.
O ministro solicitou também o bloqueio de veículos em nome de Silveira e exigiu que os bancos nos quais o parlamentar é correntista ou investidor informem, em 48 horas, "eventuais ocorrências de quaisquer depósitos, saques ou transferências nas contas bancárias do réu".
Segundo o ministro, foi necessária a adoção de "medida assecuratória que garanta o adimplemento da multa, decorrente de comportamento processual inadequado do réu e objeto de investigação em inquérito próprio".
Em 20 de abril, Silveira foi condenado a oito anos e nove meses de prisão por atos antidemocráticos e ameaças ao STF e aos ministros do tribunal.
No dia seguinte (21), o presidente Jair Bolsonaro editou um decreto concedendo o perdão da pena e anulando essa punição.
O ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), General Augusto Heleno. - Sputnik Brasil, 1920, 22.04.2022
Notícias do Brasil
Heleno diz que indulto de Bolsonaro valoriza democracia e desrespeitá-lo trará insegurança jurídica
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала