Caros leitores, com grande alegria anunciamos que a Voz da Rússia está mudando de nome e se mudando para um novo site. Nós agora seremos conhecidos como a agência de notícias e rádio Sputnik. Vocês podem encontrar todas as últimas notícias da nossa agência em http://br.sputniknews.com. Por favor, atualizem seus favoritos e fiquem conosco!
14 Fevereiro 2011, 16:33

Esturjões: Pescar Não, - Indultar

Esturjões: Pescar Não, - Indultar

Representantes dos Estados banhados pelo mar Cáspio, ou seja, a Rússia, Azerbaijão, Cazaquistão, Turcomenistão e Irão, irão discutir segunda-feira em Astaná, Cazaquistão, a introdução da moratória para a pesca comercial de esturjões no mar Cáspio.

Até que enfim todos os países da região, sem exceção, conscientizaram que os recursos biológicos do mar Cáspio estão diminuindo impetuosamente. É preciso constatar à parte que o mar Cáspio é um fenômeno único no plano ecológico e natural – mais de 80% dos esturjões do mundo habitam precisamente as suas águas, - diz o perito russo Ajdar Kurtov.

Nas informações da mídia o mar Cáspio figura normalmente nos comunicados em que se fala de que no seu fundo são perfurados poços, de que se extrai o petróleo e o gás natural. Mas as riquezas do mar Cáspio não se reduzem a hidrocarbonetos: uma outra riqueza importante é o peixe e ao contrario do petróleo e do gás, os esturjões são um recursos renovável. Se for adotada uma atitude correta, a pesca de esturjões poderá proporcionar lucros aos Estados do litoral Cáspio ainda durante muitos séculos.

O desenvolvimento biológico dos esturjões é um fenômeno único. O período do seu amadurecimento sexual chega a 7 – 10 anos. Mas a pesca clandestina acarreta a eliminação de peixes que ainda não atingiram a idade de reprodução. Mais do que isso: os pescadores clandestinos andam normalmente à cata de fêmeas, a fim de obter o caviar preto. Depois de pescar um esturjão, eles abrem-lhe imediatamente a barriga, retirar o caviar e o jogam fora o corpo. Desta maneira é violado o equilíbrio entre espécimes masculinos e femininos, o que resulta na diminuição catastrófica do rebanho de esturjões. Está na hora de incluir todos os peixes desta família no Livro Vermelho.

Na Terceira cúpula de chefes de Estados do litoral Cáspio, realizada no ano passado em Bacu, o Cazaquistão propôs decretar uma moratória pentalateral para a pesca de esturjões no mar Cáspio durante cinco anos. Mas esta proposta não foi apoiada pelo Irão, - diz Ajdar Kurtov.

Atualmente o grosso de esturjões é pescado não pela Rússia, Azerbaijão, Cazaquistão ou Turcomenistão, mas,sim, pelo Irão. Precisamente o Irão exporta da região do mar Cáspio para o mercado mundial a maior parte do caviar preto e de filetes de esturjão defumado. Posso supor que os iranianos não concordem na íntegra com a cessação da pesca de esturjões, visto que esta esfera de economia é responsável por uma grande parte de receitas da exportação deste país.

No entanto, existe a esperança de que os cinco Estados, banhados pelo mar Cáspio, consigam tomar na sua cúpula em Astaná a única decisão correta. A moratória para a pesca de esturjões é uma medida radical, mas inevitável.

  •  
    E recomendar em