15:28 01 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    3220
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as principais notícias desta terça-feira (27), marcada pela decisão desfavorável da Anvisa sobre a vacina Sputnik V, pela visita de Blinken à Ucrânia e por colapso do sistema de saúde na capital da Índia.

    Anvisa nega autorização para importação da Sputnik V

    Nesta segunda-feira (26), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou a autorização para importação emergencial de 30 milhões de doses da vacina russa contra a COVID-19, Sputnik V. A decisão foi tomada por unanimidade, conforme a agência atendeu a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) para avaliar o pedido de importação protocolado pelo estado do Maranhão. O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), disse que continuará "lutando por essa autorização". O Ceará adquiriu lote de 5,87 milhões de doses previstas para serem entregues ainda em abril, "o que não aceitarei jamais é que haja qualquer tipo de politização desse processo. Isso é absolutamente inaceitável", escreveu Camilo. O Brasil confirmou mais 1.279 mortes e 31.044 casos de COVID-19, totalizando 392.204 óbitos e 14.370.456 diagnósticos da doença, informou consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.

    Homem acompanhado do seu filho pede ajuda para compra de alimentos em Brasília, 26 de abril de 2021
    © AP Photo / Eraldo Peres
    Homem acompanhado do seu filho pede ajuda para compra de alimentos em Brasília, 26 de abril de 2021

    Renan diz que juiz faz 'censura prévia' ao barrá-lo de CPI

    Nesta segunda-feira (26), a Justiça Federal do Distrito Federal determinou que o senador, Renan Calheiros (MDB-AL), não poderá ser nomeado relator da CPI da Covid. A decisão do juiz atende ao pedido da deputada governista, Carla Zambelli (PSL-SP). Para Renan, a decisão é "uma interferência indevida de um juiz de primeira instância no poder Legislativo". "Nunca houve uma decisão tão esdrúxula e indevida, de primeira instância, e que contém censura prévia, porque sequer fui escolhido relator [oficialmente]", disse Renan ao jornal O Globo. Anteriormente, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), havia dito que Renan não deveria ser relator, uma vez que seu filho é governador do estado do Alagoas. Atendendo a pretensão do governo federal, a CPI, que deve ser instalada hoje (27), ampliou seu objeto de investigação para incluir repasses de recursos federais para estados e municípios. 

    O senador Renan Calheiros (MDB-AL) durante sessão do plenário do Senado Federal.
    © Foto / Waldemir Barreto/Divulgação/Agência Senado
    O senador Renan Calheiros (MDB-AL) durante sessão do plenário do Senado Federal.

    Administração Biden quer 80% de energia verde no país até 2030

    A Casa Branca pretende anunciar meta de uso de 80% de energia renovável no país até 2030, informou fonte da administração Biden à Reuters. A avaliação do governo norte-americano seria a de que é necessário aproveitar a ampla aceitação popular e institucional a medidas de combate às mudanças climáticas no país. A meta ampla seria fazer dos EUA um país neutro em carbono já em 2035. "Nosso objetivo é transformar isso em lei", disse o conselheiro-adjunto para assuntos de meio ambiente da Casa Branca, Ali Zaidi. A administração Biden busca retomar a liderança dos EUA em assuntos de meio ambiente, após distanciamento desta agenda durante a administração Trump. Washington também pretende anunciar metas mais ambiciosas do que as da China, que se comprometeu a atingir neutralidade em carbono em 2060.

    Superlua rosa é vista na ilha de Manhattan, em Nova York, EUA, 26 de abril de 2021
    © REUTERS / Eduardo Munoz
    "Superlua rosa" é vista na ilha de Manhattan, em Nova York, EUA, 26 de abril de 2021

    Blinken visitará a Ucrânia antes de encontro entre Biden e Putin, diz mídia

    O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, deve realizar visita oficial à Ucrânia antes da reunião entre os presidentes dos EUA, Joe Biden, e da Rússia, Vladimir Putin, informou a CNN. De acordo com fonte no governo ucraniano, o presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, teria expressado desejo de se reunir com o secretário norte-americano antes do encontro entre Biden e Putin. O Departamento de Estado dos EUA, no entanto, disse à Sputnik que não há agenda de viagem confirmada neste momento. A reunião entre os presidentes de Rússia e EUA deve ocorrer durante o verão do Hemisfério Norte em um país europeu.

    Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, participa em conferência virtual sobre o clima, em Washington, EUA, 22 de abril de 2021
    © REUTERS / Tom Brenner
    Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, participa em conferência virtual sobre o clima, em Washington, EUA, 22 de abril de 2021

    Índia atinge 200 mil mortes e Forças Armadas pedem ajuda

    As Forças Armadas indianas solicitaram ajuda internacional para obtenção emergencial de medicamentos, equipamentos médicos e oxigênio para lidar com alta brusca nos casos de COVID-19 no país. Ao reportar mais 2.771 óbitos nas últimas 24 horas, a Índia atingiu a lamentável marca de 200 mil mortes pelo novo coronavírus. A maioria dos hospitais da capital, Nova Deli, estão com 100% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados e há escassez de oxigênio. Nesta terça-feira (27), a Austrália proibiu temporariamente o trânsito de passageiros entre os países, citando a "clara presença" de riscos epidemiológicos, disse o primeiro-ministro australiano, Scott Morrison. A Rússia expressou preocupação e se colocou à disposição para estabelecer contato entre as lideranças dos países nos próximos dias, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

    Pessoas preparam funeral de parentes vítimas da COVID-19 em crematório de Nova Deli, Índia, 26 de abril de 2021
    © REUTERS / Adnan Abidi
    Pessoas preparam funeral de parentes vítimas da COVID-19 em crematório de Nova Deli, Índia, 26 de abril de 2021

    Oposição armada ocupa parte da capital da Somália

    Grupos de oposição fortemente armados ocuparam parte da capital da Somália, Mogadíscio, nesta segunda-feira (26), instaurando a pior crise no país africano em anos. A ocupação foi realizada um dia após o presidente do país, Mohamed Abdullahi Mohamed, sancionar projeto de lei para estender seu mandato em dois anos. "Forças de segurança e militantes oposicionistas estão tomando posições nas principais avenidas [de Mogadíscio]", disse uma testemunha à AFP. De acordo com a polícia, três pessoas foram mortas após combates esporádicos. A Somália vive crise política desde fevereiro, quando eleições gerais foram canceladas, gerando questionamentos sobre a legitimidade da manutenção do presidente do país no cargo. Em rede social, a missão de paz da ONU para a Somália alertou que "a violência não é a solução" para a crise.

    Família deixa a capital da Somália, Mogadíscio, após confrontos ente grupo armado de oposição e forças do governo, 26 de abril de 2021
    © REUTERS / Feisal Omar
    Família deixa a capital da Somália, Mogadíscio, após confrontos ente grupo armado de oposição e forças do governo, 26 de abril de 2021

    A poucos meses das Olimpíadas de Tóquio, Japão abrirá centro de vacinação em massa

    Nesta terça-feira (27), o primeiro ministro do Japão, Yoshihide Suga, emitiu ordem para que as Forças de Autodefesa do Japão inaugurem centro de vacinação em massa para combater a pandemia de COVID-19, no país. De acordo com a agência de notícias Kyodo, o centro ficará em operação por três semanas, a partir do dia 24 de maio, em Tóquio. Pressionado pela realização dos Jogos Olímpicos, o governo japonês tenta acelerar a campanha de vacinação contra a COVID-19. Até agora, menos de 1% da população japonesa foi imunizada contra o coronavírus. O centro terá o objetivo de vacinar até 36 milhões de idosos, utilizando imunizante da BioNTech/Pfizer, o único aprovado para uso no país.

    Mais:

    Putin para Macron: 'Kiev agrava a situação em Donbass e ignora os acordos de Minsk'
    Irã reconhece autenticidade de áudio vazado com declarações polêmicas do ministro Zarif
    China promete cooperar com Rússia em meio às sanções do Ocidente
    Tags:
    Sputnik V, vacina, CPI, pandemia, Japão, Tóquio, Somália, Ucrânia, Rússia, Índia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar