19:19 17 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil afronta COVID-19 no fim de abril de 2021 (62)
    1211
    Nos siga no

    O governador do Ceará, Camilo Santana (PT) afirmou nesta segunda-feira (26), que vai continuar tentando importar a vacina russa Sputnik V contra a COVID-19.

    A declaração de Camilo Santana foi feita através de um post nas redes sociais.

    ​Mais cedo, por unanimidade, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou o pedido de autorização excepcional para a importação do imunizante russo.

    ​​A análise dos diretores justificou o posicionamento alegando falta de dados e risco de doenças por falha em fabricação do imunizante russo.

    O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) aprovou nesta segunda-feira (26) a liberação comercial da vacina russa Sputnik V. A decisão foi tomada pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), ligada à pasta, e anunciada momentos antes da reunião da Anvisa sobre a importação da Sputnik V.

    A CTNBio analisou a liberação comercial da Sputnik V a partir de informações apresentadas à pasta pelo laboratório brasileiro União Química, que deseja produzir o imunizante no Brasil.

    Tema:
    Brasil afronta COVID-19 no fim de abril de 2021 (62)

    Mais:

    Brasil registra 1.279 mortes por COVID-19 em 24 horas e total de óbitos ultrapassa 392 mil
    Empresas brasileiras temem prejuízos financeiros por 'antipolítica ambiental' do governo
    Programa Wi-Fi Brasil: UFF garante ajuda e tecnologia 20 vezes mais barata para difundir a Internet
    Abralatas: número de latinhas recicladas no Brasil é expressivo, mas não surpreende
    Justiça Federal suspende indicação de Renan Calheiros para ser relator da CPI da Covid
    Tags:
    Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, imunidade, imunização, vacinação, vacina, Sputnik V, Ceará, Camilo Santana, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar