03:53 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 203
    Nos siga no

    Na última quinta-feira (5), o presidente fez uma transmissão e manifestou apoio a diversos candidatos, entre eles seu filho, Carlos Bolsonaro, e o prefeito Marcelo Crivella.

    O Ministério Público Eleitoral (MPE) confirmou neste sábado (7) que vai investigar se o presidente Jair Bolsonaro cometeu crime eleitoral em sua última transmissão semanal ao vivo nas redes sociais.

    As informações são do portal UOL.

    Na quinta-feira (5), o presidente foi às redes e pediu por votos para diversos candidatos em São Paulo, Belo Horizonte, Boa Vista, Fortaleza, Teresina e Aracaju.

    Bolsonaro ainda fez campanha para o senado do Mato Grosso e para outros sete candidatos a prefeitos, entre eles Marcelo Crivella, no Rio de Janeiro, e Celso Russomano, em São Paulo.

    A procuradora regional eleitoral Silvana Batini encaminhou ofício ao Centro de Apoio Operacional das Promotorias Eleitorais/RJ solicitando que seja apurada a prática de ilícitos eleitorais pelo presidente, em atuação dos promotores em combate à propaganda irregular e abuso no uso dos meios de comunicação.

    O pedido de investigação foi feito pela Procuradoria Regional Eleitoral no Rio. O requerimento foi feito pelo órgão do Ministério Público Federal (MPF) ao Centro de Apoio Operacional das Promotorias Eleitorais (CAO-Eleitoral).

    Mais:

    Bolsonaro defende voto impresso no Brasil e diz que governo entregará proposta ao Congresso
    Desejado por Bolsonaro, voto impresso ganha apoio e críticas de brasileiros
    Flávio Bolsonaro entra com notícia-crime contra apresentadores do Jornal Nacional
    Tags:
    live, Carlos Bolsonaro, MPF, MP, crime eleitoral, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar