Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Cientistas equatorianos detectam nova variante do SARS-CoV-2 diferente da mutação do Reino Unido

© AFP 2021 / Silvio AvilaTratamento de pacientes com COVID-19 na UTI no hospital da Santa Casa de Misericórdia, Porto Alegre, 9 de dezembro de 2020
Tratamento de pacientes com COVID-19 na UTI no hospital da Santa Casa de Misericórdia, Porto Alegre, 9 de dezembro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Entre os meses de junho e novembro, duas novas mutações foram identificadas entre as cepas sequenciadas no Equador, sendo uma delas a primeira a surgir na América do Sul.

Uma nova cepa do SARS-CoV-2, o vírus que causa a COVID-19, foi detectada em Guayaquil, Equador, afirma o portal El Universo. A descoberta foi realizada por cientistas da Universidade de Especialidades Espíritu Santo (UEES) e esta cepa local é a mais recente identificada entre as 170 que foram reconhecidas no país sul-americano durante a pandemia do novo coronavírus e não possui a mesma sequência genética encontrada na variante da detectada no Reino Unido.

"Foi identificada uma nova variante do SARS-CoV-2, suspeita-se que isso possa ter um papel no rápido aumento da infectividade do vírus. Nenhuma das sequências do vírus estudadas apresenta a variação genética do vírus [do Reino Unido]", disse a UEES em comunicado.

Fernando Espinoza, diretor do Centro de Pesquisas da UEES, explicou à mídia que 2.500 amostras do vírus foram analisadas até agora em 22 províncias do Equador. Segundo o estudo, a variante do SARS-CoV-2 que chegou a Guayaquil em março veio da Europa e da Ásia Central. Em seguida, cepas distintas de outras áreas do mundo entraram no país sul-americano.

© AP Photo / Dolores OchoaPacientes com sintomas de coronavírus aguardam para realizar teste no Equador
Cientistas equatorianos detectam nova variante do SARS-CoV-2 diferente da mutação do Reino Unido - Sputnik Brasil
Pacientes com sintomas de coronavírus aguardam para realizar teste no Equador
"Como estávamos fechados só havia aquela, assim que as fronteiras foram abertas começaram a sofrer mutações, encontramos até uma variante semelhante à de Wuhan, na China", afirma Espinoza.

Entre os meses de junho e novembro, duas novas variantes do SARS-CoV-2 foram identificadas entre as cepas sequenciadas no Equador, sendo uma delas a primeira a surgir na América do Sul.

Espinoza considera fundamental o reforço imediato no controle dos voos internacionais para detectar casos suspeitos nas chegadas e pediu aos cidadãos que evitem fazer compras em centros muito lotados, para evitar infecções por essas novas variantes do vírus.

O Equador já registrou 13.949 óbitos provocados pela COVID-19 desde o início da pandemia e 206.364 casos da doença.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала