19:17 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    COVID-19 e o mundo no final de julho (43)
    4321
    Nos siga no

    A vacina contra COVID-19 desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamalei foi transferida para análises à autoridade competente do Ministério da Saúde da Rússia.

    Espera-se que o registo da vacina ocorra entre os dias 10 e 12 de agosto, a licença para sua distribuição civil deve ser obtida em 15 ou 16 de agosto, informou à Sputnik uma fonte familiarizada com o assunto.

    "Em 10-12 de agosto, após verificação pelo Serviço Federal de Vigilância na Área da Saúde da Rússia, devem estar prontos os documentos de registro [da vacina], já em 15 ou 16 de agosto é esperado que sejam obtidos documentos que permitirão distribuir a vacina entre a população", explicou.

    A fonte acrescentou que atualmente a vacina já foi transferida ao centro de pesquisa científica. Se tudo correr bem, o Ministério da Saúde emitirá a certificação, depois disso os documentos serão entregues ao Serviço Federal de Vigilância na Área da Saúde da Rússia, onde será determinado que a vacina atende os requisitos de certificação. No passo seguinte será emitido um documento, a permissão para distribuição civil, e a vacina estará disponível.

    Uso da vacina pela população em geral é planejado para começo de 2021

    Deste modo, de acordo com a fonte, o uso da vacina sem restrições pela população em geral será possível em janeiro ou fevereiro do próximo ano.

    Exame antes da alta de voluntários que participaram de testes da vacina russa contra a COVID-19 no Hospital Militar Burdenko, na Rússia
    © Sputnik / Serviço de imprensa do Ministério da Defesa da Rússia
    Exame antes da alta de voluntários que participaram de testes da vacina russa contra a COVID-19 no Hospital Militar Burdenko, na Rússia

    Anteriormente, o ministro da Saúde Mikhail Murashko admitiu haver a possibilidade de a vacinação contra o coronavírus de pessoas de grupos de risco (professores, médicos, entre outros) poder começar já em agosto.

    Segundo o ministro, atualmente na Rússia há duas vacinas candidatas em elevado estado de prontidão, desenvolvidas pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamalei e pelo Centro Estatal Científico Vektor. A primeira vacina já concluiu a segunda fase dos ensaios clínicos, demonstrando sua eficácia.

    Tema:
    COVID-19 e o mundo no final de julho (43)

    Mais:

    Vacina contra COVID-19 de Oxford será produzida na Rússia, inclusive para exportação
    Rússia ganha toda a atenção no Twitter brasileiro com sua vacina contra COVID-19 quase registrada
    Paraná e Rússia podem firmar parceria por vacina contra COVID-19
    Tags:
    Ministério da Saúde da Rússia, novo coronavírus, COVID-19, vacinação, vacina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar