04:18 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 no mundo no fim de junho (34)
    3441
    Nos siga no

    Segundo epidemiologista russo, a vacina em desenvolvimento, que deverá começar a ser produzida no último trimestre deste ano, deve ser aplicada duas vezes para maximizar sua eficácia.

    Uma vacina contra o coronavírus, desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, em conjunto com o Ministério da Defesa russo, dará às pessoas proteção contra o vírus durante pelo menos dois anos, declarou o diretor do centro nacional de pesquisa, Aleksandr Gintsburg.

    "A vacina é administrada duas vezes com o mesmo gene injetado usando portadores diferentes, o que permite não apenas obter imunidade protetora, mas adquiri-la por um período maior de tempo", afirmou Gintsburg em entrevista ao Krasnaya Zvezda, o jornal oficial do Ministério da Defesa da Rússia.

    Ele acrescentou que essa abordagem "garante com grande probabilidade que uma pessoa que adquira essa vacina na forma mais forte estará protegida da infecção pelo coronavírus por pelo menos dois anos, talvez até mesmo por um período maior de tempo".

    De acordo com Gintsburg, será necessário produzir de 50 milhões a 60 milhões de doses da vacina, ou talvez até 70 milhões, para realizar a vacinação em massa contra o novo coronavírus na Rússia. Especialistas começaram a aplicar a vacina em voluntários na quinta-feira (18).

    Os testes clínicos da vacina contra o coronavírus desenvolvida pelo centro de pesquisa Gamaleya em conjunto com o Ministério da Defesa da Rússia começaram no início deste mês, e os ensaios devem ser concluídos até o final de julho. É esperado que sua produção possa começar no último trimestre deste ano.

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 no mundo no fim de junho (34)

    Mais:

    Vacina contra COVID-19 começa a ser testada em humanos na Rússia (VÍDEO)
    Vacina para coronavírus em forma incomum está em desenvolvimento na Rússia
    Contrair coronavírus novamente faz imunidade ser ativada em 2 dias, afirma especialista
    Rússia anuncia trabalho conjunto com a China para desenvolvimento de vacina para COVID-19
    Tags:
    Krasnaya Zvezda, COVID-19, Ministério da Defesa (Rússia), Ministério da Defesa, Aleksandr Gintsburg
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar