05:57 01 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4183
    Nos siga no

    No mês passado, em meio à escalada do conflito entre Israel e militantes do Hamas em Gaza, um dos líderes do movimento iemenita prometeu que "os povos árabe e iemenita vão apoiar a causa palestina".

    O movimento iemenita houthi afirmou que vai participar da defesa de Jerusalém em caso de um conflito mais amplo com Israel, disse um alto funcionário do grupo rebelde.

    "Ansar Allah [movimento houthi] fará parte da equação na defesa da cidade santa de Jerusalém", disse Abd al-Mahbashi, membro do gabinete político do houthi, citado pela emissora libanesa al-Mayadeen na quinta-feira (17). O oficial argumentou que o "inimigo" israelense pode não parar seus ataques a menos que as forças de resistência sejam capazes de atingir o interior israelense.

    Al-Mahbashi alegou que Israel e os Emirados Árabes Unidos (EAU) estão trabalhando juntos na construção de uma misteriosa base aérea militar na ilha Perim, também conhecida como Mayun em árabe e localizada bem perto do Iêmen, no estratégico estreito de Bab el-Mandeb. "Israel está por trás da bandeira dos EAU na ilha Mayun no mar Vermelho", afirmou.

    Rebeldes houthis em um caminhão em Sanaa, Iêmen, 20 de fevereiro de 2021
    © REUTERS / Khaled Abdullah
    Rebeldes houthis em um caminhão em Sanaa, Iêmen, 20 de fevereiro de 2021

    Embora o território que controlam esteja situado a mais de 1.600 km de Israel, os houthis têm repetidamente ameaçado disparar contra Tel Aviv em caso de ataques contra seus territórios, ou se Israel atacar seus aliados em outros países. Entre os potenciais "bancos de alvos" do movimento iemenita estão os navios israelenses navegando pelo mar Vermelho e áreas dentro de Israel.

    No mês passado, em meio à escalada do conflito entre Israel e militantes do Hamas em Gaza, o membro do Conselho Político Supremo de Houthi, Mohammed Ali al-Houthi, prometeu que "os povos árabe e iemenita vão apoiar a causa palestina".

    Mais:

    Em visita a Israel, Eduardo Bolsonaro classificou Hezbollah como organização terrorista, diz mídia
    Ex-chefe do Mossad fala sobre envolvimento de Israel em ataque em Natanz e assassinato de cientista
    Embaixador do Qatar insta AIEA a monitorar atividades nucleares de Israel
    Bolsonaro tentará manter laços com Israel através de consultor dos EUA próximo a Bennett, diz mídia
    Tags:
    Israel, Houthi, Mohammed al-Houthi, Abdul Malik Al-Houthi, Jerusalém, Iêmen
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar