13:23 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    120
    Nos siga no

    Abu Dhabi disse que pode ajudar a "explorar novos caminhos para reduzir a escalada e alcançar a paz" entre israelenses e palestinos, após dias de violentos confrontos armados entre Israel e o Hamas.

    Os Emirados Árabes Unidos (EAU) estão disponíveis para facilitar o processo de paz entre Israel e os palestinos, anunciou no domingo (23) Mohammed bin Zayed al-Nahyan, príncipe herdeiro do país, em conversa telefônica com Abdel Fattah al-Sisi, presidente do Egito, conforme citado pela agência emiradense WAM.

    Segundo ele, Abu Dhabi "está pronta para trabalhar com todas as partes para manter o cessar-fogo e explorar novos caminhos para reduzir a escalada e alcançar a paz".

    Ao mesmo tempo, o príncipe sublinhou a necessidade de "esforços adicionais, especialmente por parte dos líderes israelenses e palestinos". Os EAU afirmam que os Acordos de Abraão, assinados em 2020 com o Bahrain, Sudão e Marrocos, e que estabeleceram a normalização das relações desses países com Israel, acabariam por beneficiar os palestinos.

    No entanto, os grupos palestinos veem o acordo como um abandono da negociação de uma solução de dois Estados, para israelenses e palestinos, e feito sem a sua participação.

    Na sexta-feira (21) o Egito e o Qatar mediaram um cessar-fogo entre as forças de Tel Aviv e o grupo militante palestino Hamas, depois do reinício das hostilidades em 6 de maio. O conflito provocou a morte de pelo menos 277 pessoas do lado palestinos e 12 do lado israelense.

    Mais:

    Fim de bombardeios? Palestinos voltam a casas destruídas celebrando cessar-fogo
    Perdas civis e rastro de destruição: balanço do conflito israelo-palestino de 2021
    Líder supremo do Irã insta países muçulmanos a darem apoio militar e financeiro à Palestina
    Conselho de Segurança da ONU exorta as partes a cumprirem totalmente cessar-fogo em Gaza
    Tags:
    WAM, Egito, Abdel Fattah al-Sisi, Mohammed bin Zayed, Israel, Emirados Árabes Unidos, EAU
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar