20:50 22 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5160
    Nos siga no

    Qais al-Khazali, líder de um partido político e de um grupo militante iraquiano, advertiu forças dos EUA no Iraque que os ataques realizados pelo grupo paramilitar continuarão até que as tropas norte-americanas se retirem do território do país.

    A declaração do líder de partido político ocorre enquanto as forças dos EUA, que ainda permanecem no país, continuam sendo alvos de ataques aéreos realizados por grupos militantes locais exigindo a sua saída.

    "Não há lugar para as bases militares americanas nem em Ain al-Assad nem em al-Harir. Esta é a decisão e promessa dos homens da resistência", afirmou Qais al-Khazali.

    Alguns dos ataques deixaram várias pessoas feridas e até mortas entre empreiteiros e militares dos EUA. Washington afirma que esses ataques são supostamente conduzidos por grupos apoiados pelo Irã.

    Atualmente, com a chegada ao poder da administração Biden, os EUA cessaram a retirada total de suas forças ordenando uma revisão completa dos contingentes norte-americanos implantados no exterior. Todos as realocações e retiradas das forças dos EUA foram suspensas para o período da revisão.

    Soldados dos EUA em meio a danos no local de bombardeio iraniano na base aérea de Ain Al-Asad, em Anbar, Iraque, 13 de janeiro de 2020
    © AP Photo / Qassim Abdul-Zahra
    Soldados dos EUA em meio a danos no local de bombardeio iraniano na base aérea de Ain Al-Asad, em Anbar, Iraque, 13 de janeiro de 2020

    Nos últimos anos, tropas norte-americanas e funcionários diplomáticos têm sido alvos de inúmeros bombardeios.

    Pouco depois do assassinato do major-general iraniano, Qassem Soleimani, em janeiro de 2020, o Parlamento do Iraque emitiu uma resolução exigindo a retirada das forças militares de Washington.

    Em março de 2020, a administração Trump iniciou o processo de retirada, mas parece que, agora, a administração Biden está tentando travar esse processo.

    Mais:

    EUA estiveram em 85 países em ações 'contraterrorismo' entre 2018 e 2020, revela estudo
    Especialista explica razão por trás da incapacidade dos EUA de ganhar guerras
    Iraque terá 'novo posicionamento' se EUA não se retirarem do país, diz parlamentar iraquiano
    Tags:
    Qassem Soleimani, Irã, base militar, Exército dos EUA, Iraque, Oriente Médio, tropas estrangeiras
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar