21:07 22 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de março de 2021 (83)
    4130
    Nos siga no

    O nome do imunizante foi dado em homenagem ao cientista nuclear iraniano assassinado em novembro de 2020, Mohsen Fakhrizadeh.

    A Organização de Pesquisa e Inovação do Ministério da Defesa do Irã desenvolveu uma vacina contra o SARS-CoV-2 chamada Fakhra, que foi apresentada nesta terça-feira (16) em uma cerimônia oficial em Teerã ao terminar a primeira fase de testes clínicos.

    Segundo o diretor do projeto, Ahmad Karimi, a elaboração da vacina começou em dezembro de 2019. Durante o ano passado, foram realizadas fases de cultivação celular, inoculação, proliferação, isolamento, purificação e inativação, seguidas de testes em animais e de outras provas de controle de qualidade, explicou o diretor.

    O nome do medicamento foi dado em homenagem ao físico nuclear iraniano Mohsen Fakhrizadeh, assassinado em novembro de 2020, informou a agência de notícias IRNA. O filho de Fakhrizadeh, supostamente Hani Fakhrizadeh, foi o primeiro voluntário a receber a nova vacina durante a cerimônia de apresentação com presença dos ministros da Defesa e da Saúde iranianos.

    Vacina Fakhra revelada pelo Ministério da Defesa do Irã.

    O Irã iniciou a primeira fase de testes clínicos com a vacina Fakhra, que foi desenvolvida pelo Ministério da Defesa, com a inoculação de uma dose no filho do famoso cientista nuclear martirizado, dr. Mohsen Fakhrizadeh.

    Deste modo, o medicamento se torna uma opção adicional à vacina cubana Soberana 02 cujos testes clínicos também se realizam no país persa, após a recente chegada de lote com 100 mil doses.

    Karimi ressaltou que o Irã conseguiu produzir várias vacinas, apesar de uma pressão das sanções dos EUA que impedem a República Islâmica de ter acesso aos medicamentos fabricados em outros países para combater a pandemia. COVIran Barakat e Razi CovPars são outras vacinas iranianas encontradas em testes clínicos.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de março de 2021 (83)

    Mais:

    Irã anuncia que vacina desenvolvida no país é eficaz contra a cepa britânica da COVID-19
    Irã aponta avanço 'progressivo' de variante britânica da COVID-19 'por todo o país'
    Irã planeja produzir mais de 40 milhões de doses da vacina Sputnik V contra COVID-19
    Tags:
    vacina, novo coronavírus, COVID-19, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar