07:45 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4240
    Nos siga no

    Irã e Coreia do Sul acordam sobre os mais de seis bilhões de dólares congelados por Seul de ativos iranianos. O dinheiro será usado para combater a pandemia do coronavírus em Teerã.

    O Banco Central do Irã (CBI) declarou que chegou a um entendimento com a Coreia do Sul sobre a liberação de ativos iranianos congelados em Seul, de acordo com a agência iraniana Tasnim.

    Nesta segunda-feira (22), o chefe do CBI, Abdolnaser Hemmati, e o embaixador da Coreia do Sul em Teerã, Ryu Jeong-Hyun, realizaram uma reunião a pedido da embaixada sul-coreana, chegando a um acordo sobre como liberar e gastar parte dos ativos, de acordo com o Departamento de Relações Públicas do CBI, diz a mídia iraniana.

    O Irã tem pressionado a Coreia do Sul para liberar entre US$ 6,5 bilhões (cerca de R$ 35 bilhões) e US$ 9 bilhões (aproximadamente R$ 48,5 bilhões) em fundos que estavam congelados desde 2018, quando os Estados Unidos impuseram sanções unilaterais ao Irã.

    Abdolnasser Hemmati (à esquerda) e Ryu Jeong-Hyun (à direita), em reunião nesta segunda-feira (22) em Teerã
    © Foto / IRNA
    Abdolnasser Hemmati (à esquerda) e Ryu Jeong-Hyun (à direita), em reunião nesta segunda-feira (22) em Teerã

    O embaixador sul-coreano teria expressado a disposição de Seul em tomar todas as medidas necessárias para usar todos os recursos financeiros "sem limites", segundo a mídia.

    O chefe do CBI saudou a mudança na política entre os países, mas afirmou que "ações legais" pela demora da liberação sul-coreana dos ativos vão continuar por parte do banco iraniano.

    "Embora a República Islâmica do Irã dê boas-vindas a uma mudança nas posições dos países e ao aumento da cooperação, as ações legais do banco central iraniano para exigir compensação pela não cooperação de bancos sul-coreanos nos últimos anos permanecerão em funcionamento", disse Abdolnaser Hemmati citado pela agência Tasnim.

    Além disso, Hemmati deixou claro que Coreia do Sul deve fazer um grande esforço para compensar a atitude negativa que tomou no passado, segundo a mídia.

    Acredita-se que a liberação dos fundos permitirá a Teerã comprar medicamentos e equipamentos médicos necessários para combater a pandemia do coronavírus.

    Mais:

    EUA teriam instado Coreia do Sul a enviar tropas para estreito de Ormuz em meio a tensões com Irã
    Coreia do Sul pede ajuda ao Qatar para recuperar navio apreendido pelo Irã
    Irã aconselha Coreia do Norte a não confiar nos EUA
    Tags:
    transações comerciais, Banco Central do Irã, Irã, Coreia do Sul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar