20:16 23 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6 0 0
    Nos siga no

    O ministro da Defesa do Afeganistão, Asadullah Khalid, declarou neste domingo que as forças afegãs farão ofensiva a menos que o Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em outros países) interrompa seus ataques nos próximos dias.

    "As forças afegãs ocuparão uma posição defensiva sob o decreto do presidente Ashraf Ghani e conforme o acordo de paz. Mas se o Talibã não interromper seus ataques antes do final da semana, nossas forças atacarão o inimigo em qualquer lugar do país", disse Khalid.

    Em 7 de março, seis membros do Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) foram mortos e outros 10 ficaram feridos em confrontos com policiais locais na província oriental de Laghman.

    No sábado passado, o Talibã e Washington assinaram um acordo de paz que estipulava a retirada de tropas estrangeiras do território afegão nos próximos 14 meses em troca de garantias de que o país não se tornaria um porto seguro para terroristas.

    Mais:

    'Não cabe aos EUA decidir': presidente do Afeganistão rejeita liberação de prisioneiros do Talibã
    EUA estão deixando Afeganistão 'depois de 19 anos de humilhação', diz chanceler do Irã
    EUA realizam ataque aéreo contra Talibã no Afeganistão
    Tags:
    acordo de paz, ataque, Talibã, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar