00:42 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    22463
    Nos siga no

    As tensões aumentaram no Oriente Médio após o assassinato do general iraniano Qassem Soleimani, comandante da Força Quds do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, na sexta-feira, em um ataque de drones dos EUA.

    O governo Trump está esperando retaliação do Irã pelo assassinato do general Qassem Soleimani, que foi morto na sexta-feira por um avião dos EUA, enquanto estava em um veículo nas proximidades do aeroporto internacional de Bagdá.

    O governo Trump alertou os parlamentares norte-americanos sobre a probabilidade de ataques retaliatórios pela república islâmica "dentro de semanas", enquanto oficiais do Pentágono e agências de inteligência discutem se os ataques do Irã ocorrerão nos próximos dias, informou a CNN, citando uma autoridade norte-americana não identificada, que afirma estar a par da situação.

    A autoridade anônima notou que há "pontos de vista conflitantes" dentro das agências militares e de inteligência dos EUA sobre quando Teerã executará ações de retaliação nos EUA e no exterior. A fonte da emissora acrescentou que as forças de defesa dos EUA estão prontas.

    As autoridades iranianas prometeram "retaliação severa" ao ataque norte-americano. O sucessor de Soleimani, o general Esmail Ghaani, afirmou: "sejam pacientes [...] vocês verão corpos de americanos em todo o Oriente Médio".

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar