18:31 18 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    18365
    Nos siga no

    A milícia xiita Kata'ib Hezbollah ameaçou lançar a partir da noite deste domingo (5) ataques contra bases militares usadas por forças norte-americanas no Iraque, segundo um comunicado do comando do grupo.

    A Kata'ib Hezbollah integra as Forças de Mobilização Populares, conjunto de milícias xiitas apoiadas pelo Irã. 

    "Os funcionários das forças de segurança iraquianas devem ficar a pelo menos um quilômetro de distância de bases militares do inimigo americano a partir da noite de domingo", diz o comunicado. 

    Sábado registrou ataques em Bagdá e Ninawa

    Neste sábado (4), Bagdá já registrou alguns ataques. Vários foguetes atingiram uma área residencial da capital e uma base militar que abriga soldados norte-americanos no norte da cidade. 

    Além disso, a Embaixada dos EUA no Iraque teria sido alvo de uma tentativa de ataque. O projétil caiu na Zona Verde de Bagdá, sem atingir o prédio e deixar vítimas.

    No norte do país, na província de Ninawa, os arredores de instalações da equipe de segurança regional iraquiana foram atingidos por morteiros. O local é usado por forças norte-americanas. 

    Os episódios ocorrem em meio a um aumento das tensões na região após a morte do general iraniano Qassem Soleimani, vítima de um bombardeio realizado pelos EUA nos arredores de Bagdá, ao lado do aeroporto internacional da capital, na última sexta-feira (3).

    A ação norte-americana provocou indignação e preocupações pela região, enquanto as autoridades do Irã prometeram retaliação.

    Mais:

    Político iraniano adverte EUA sobre assassinato de Soleimani: 'Seu crime jamais ficará impune'
    EUA precisariam de milhões de soldados em guerra com Irã, segundo almirante britânico
    Saiba mais sobre drone dos EUA que teria matado Soleimani
    'E se Trump atacar instalação do PCC que refina drogas para os EUA?', questiona ex-chefe do GSI
    Tags:
    ataques, guerra, conflito, Hezbollah, xiitas, Qassem Soleimani, EUA, Estados Unidos, Irã, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar