06:10 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    1210
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as principais notícias desta quarta-feira (30), marcada pela derrubada de decisão de Salles sobre manguezais, pelo debate entre Trump e Biden nos EUA e pela recuperação da atividade industrial na China.

    Média móvel de novos casos de COVID-19 é a menor desde junho

    Nesta terça-feira (29), o Brasil registrou mais 849 óbitos e 31.990 casos de COVID-19, de acordo com consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa. A média móvel de número de mortes é de 693 óbitos diários, uma queda de 12%. A média de número de casos, que ficou em 26.426 por dia, é a menor desde 18 de junho. O Brasil é o segundo país com maior número de mortes pela COVID-19 no mundo, com 143.010 mortes, e registra 4.780.317 casos da doença.

    Decisão de Salles contra manguezais e restingas é derrubada na Justiça

    Nesta terça-feira (29), a Justiça Federal do Rio de Janeiro suspendeu a decisão do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) que revogou medidas de proteção a áreas de vegetação nativa, como restingas e manguezais. De acordo com a juíza Maria Amélia de Carvalho, a decisão representa "evidente risco de danos irrecuperáveis ao meio ambiente". Para os advogados que moveram ação popular contra a União e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, a medida "viola o direito constitucional a um meio ambiente ecologicamente equilibrado".

    Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro com seu cachorro durante cerimônia sobre direito dos animais em Brasília, 29 de setembro de 2020
    © REUTERS / Adriano Machado
    Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro com seu cachorro durante cerimônia sobre direito dos animais em Brasília, 29 de setembro de 2020

    Debate presidencial nos EUA é marcado por insultos e menção à Amazônia

    Nesta terça-feira (29), os candidatos à presidência dos EUA realizaram debate televisionado marcado por insultos e interrupções. O candidato do Partido Democrata, Joe Biden, chamou o atual presidente de "palhaço", "mentiroso" e "racista".  O atual presidente, Donald Trump, fez acusações contra o filho de Biden e interrompeu seu oponente repetidamente. Biden criticou a passividade de Trump diante da "demolição" da Floresta Amazônica: "aqui estão US$ 20 bilhões [cerca de R$ 112 bilhões]. Pare, pare de derrubar a floresta e se não fizer isso, você terá consequências econômicas significativas", disse Biden.

    Candidatos à presidência dos EUA, Donald Trump (à esquerda) e Joe Biden (à direita), durante debate presidencial em Cleveland, 29 de setembro de 2020
    © REUTERS / Jonathan Ernst
    Candidatos à presidência dos EUA, Donald Trump (à esquerda) e Joe Biden (à direita), durante debate presidencial em Cleveland, 29 de setembro de 2020

    Ministério da Defesa do Azerbaijão diz que cidade de Tartar está sob ataque

    Nesta quarta-feira (30), o Ministério da Defesa do Azerbaijão informou que tropas armênias estariam atacando a cidade de Tartar, localizada na região de Nagorno-Karabakh. "De acordo com informações preliminares, há feridos e danos à infraestrutura civil", comunicou o ministério. Nesta manhã, o primeiro-ministro armênio, Nikol Pashinyan, disse estar pronto para resolver a disputa territorial por vias pacíficas, "mas não em detrimento da nossa segurança nacional ou da segurança de Nagorno-Karabakh".

    Soldado luta contra forças azeris na região de Nagorno-Karabakh, 29 de setembro de 2020
    © REUTERS / Ministério da Defesa da Armênia
    Soldado luta contra forças azeris na região de Nagorno-Karabakh, 29 de setembro de 2020

    Israel aprova lei que limita protestos durante períodos 'emergenciais' da pandemia

    Nesta quarta-feira (30), o parlamento israelense aprovou lei que restringe manifestações populares no país em períodos "emergenciais" do combate à pandemia de COVID-19. Para críticos da medida, a lei tem o objetivo de silenciar protestos contra o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. Israel está sob regime de lockdown desde 18 de setembro, mas o governo ainda não declarou emergência. Com 1.528 mortes e 237.000 casos de COVID-19 em uma população de nove milhões de habitantes, Israel é o país com maior índice de infecção per capita do mundo.

    Criança usa máscara em ônibus escolar em Nova York, EUA, 29 de setembro de 2020
    © REUTERS / Carlo Allegri
    Criança usa máscara em ônibus escolar em Nova York, EUA, 29 de setembro de 2020

    Atividade industrial da China de setembro se recupera em ritmo consistente

    Nesta quarta-feira (30), dados da Agência Nacional de Estatísticas da China (NBS, na sigla em inglês) revelaram recuperação consistente do setor industrial do país em setembro, puxada pela melhora na demanda doméstica e internacional, informou a Reuters. O índice oficial de gerência de compras (PMI, na sigla em inglês) da manufatura, calculado pela NBS, subiu de 51,0 em agosto para 51,5 em setembro, permanecendo acima da marca de 50 pontos que separa o crescimento da contração pelo sétimo mês consecutivo.

    Mais:

    Cerca de 5,7 milhões de brasileiros vão deixar de receber parcelas de R$ 300 do auxílio emergencial
    Turquia diz estar pronta para apoiar e combater ao lado do Azerbaijão
    F-16 da Turquia derruba Su-25 armênio, diz Ministério da Defesa armênio, Ancara nega
    Tags:
    Donald Trump, Joe Biden, eua, israel, meio ambiente, pandemia, COVID-19, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar