06:22 27 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    2290
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as notícias mais relevantes desta sexta-feira (11), na qual o Brasil apresenta tendência de queda recorde em novos casos de COVID-19, mais de 500 mil pessoas são evacuadas por incêndios florestais nos EUA, e Índia e China selam acordo sobre fronteira contestada.

    Tendência de queda em número de casos de COVID-19 no Brasil é recorde

    Nesta quinta-feira (10), o Brasil registrou queda recorde no número de novos infectados pela COVID-19, de acordo com dados do consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa. Com registro de 40.431 novos casos de COVID-19 nas últimas 24 horas, a média móvel da semana apresentou queda recorde de 29%. Apesar de 922 novos óbitos pela COVID-19, a média móvel de número de mortes também apresentou queda de 21%. Ao todo, o Brasil registra 129.575 óbitos e 4.239.763 casos de COVID-19.

    Homem usando máscara protetora passa por muro com mensagem sobre a COVID-19, no Rio de Janeiro, Brasil, 2 de setembro e 2020
    © REUTERS / Pilar Olivares
    Homem usando máscara protetora passa por muro com mensagem sobre a COVID-19, no Rio de Janeiro, Brasil, 2 de setembro e 2020

    Bahia deve iniciar estudos com vacina russa Sputnik V em outubro

    Estudos com a vacina russa Sputnik V contra a COVID-19 devem ser iniciados em outubro na Bahia, disse o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, à Reuters nesta quinta-feira (10). De acordo com fonte ouvida pela agência, o estado planeja comprar até 50 milhões de doses da vacina russa. Nesta terça-feira (8), o governador Rui Costa (PT), disse ter assinado acordo de confidencialidade para receber dados sobre a vacina e iniciar testes no estado. Segundo ele, após recebimento de autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Bahia receberá 500 mil doses da Sputnik V para iniciar os testes.

    Funcionária de laboratório realiza testes com vacina Sputnik V contra a COVID-19, em Moscou, Rússia, 10 de setembro de 2020
    © Sputnik / Vladimir Pesnya
    Funcionária de laboratório realiza testes com vacina Sputnik V contra a COVID-19, em Moscou, Rússia, 10 de setembro de 2020

    EUA: mais de 50 mil pessoas são evacuadas no Oregon por causa de incêndios florestais

    Nesta quinta-feira (10), mais de 500 mil pessoas foram evacuadas de suas casas em função de incêndios florestais no estado norte-americano do Oregon, informou a governadora Kate Brown. O número equivale a 10% da população do estado. Segundo ela, a área destruída nas últimas 72 horas é o dobro da média anual. Cinco cidades ficaram "seriamente destruídas" e três pessoas faleceram nas últimas 24 horas. No estado vizinho da Califórnia, oito pessoas morreram somente nesta quinta-feira (10). A quatro meses do fim da temporada de incêndios, 3,1 milhões de acres de terras já foram destruídos pelas chamas somente na Califórnia.

    Gato sentado em calçada em bairro destruído pelas chamas, na cidade de Phoenix, Oregon, EUA, 10 de setembro de 2020
    © REUTERS / Carlos Barria
    Gato sentado em calçada em bairro destruído pelas chamas, na cidade de Phoenix, Oregon, EUA, 10 de setembro de 2020

    Governo boliviano estaria instrumentalizando judiciário contra Evo Morales, diz organização

    Nesta sexta-feira (11), a organização de defesa dos direitos humanos, Human Rights Watch, publicou relatório acusando o governo boliviano de instrumentalizar o poder judiciário para perseguir o ex-presidente do país, Evo Morales. Para a organização, acusações de terrorismo apresentadas contra Evo, baseadas em ligação telefônica na qual o ex-líder pedia para que seus apoiadores "combatessem" o governo interino de Jeanine Áñez e que poderão render até 20 anos de prisão, seriam "totalmente desproporcionais" e "politicamente motivadas". O diretor-executivo da organização baseada nos EUA, José Miguel Vivanco, acusou o governo interino de fazer pressão publicamente sobre seus procuradores para que "sirvam aos seus interesses".

    Mulher participa de ato a favor do partido de Evo Morales, o Movimento ao Socialismo (MAS), em El Alto, Bolívia, 9 de setembro de 2020
    © REUTERS / David Mercado
    Mulher participa de ato a favor do partido de Evo Morales, o Movimento ao Socialismo (MAS), em El Alto, Bolívia, 9 de setembro de 2020

    China e Índia selam acordo para diminuir tensões em fronteira contestada

    Nesta sexta-feira (11), o conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, e o ministro das Relações Exteriores da Índia, Subrahmanyam Jaishankar, emitiram comunicado conjunto, no qual se comprometem a diminuir as tensões e desengajar tropas militares em fronteira contestada entre os países no Himalaia. De acordo com o comunicado, ambos os países concordaram que "a situação atual na zona fronteiriça não é do interesse de nenhuma das partes". O acordo entre as potências nucleares foi selado às margens da reunião do Acordo de Cooperação de Xangai, realizada em Moscou, após tropas de Índia e China trocarem tiros na região contestada de Ladakh nesta segunda-feira (8). Leia mais sobre o acordo selado entre as potências nucleares

    Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov (centro), recebe seus homólogos indiano, Subrahmanyam Jaishankar, e chinês, Wang Yi, em Moscou, 10 de setembro de 2020
    © REUTERS / Ministério das Relações Exteriores da Rússia
    Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov (centro), recebe seus homólogos indiano, Subrahmanyam Jaishankar, e chinês, Wang Yi, em Moscou, 10 de setembro de 2020

    Defesa antiaérea síria abate mísseis israelenses lançados sobre Aleppo, diz fonte

    Nesta sexta-feira (11), a defesa antiaérea da Síria repeliu ataque israelense e abateu parte significativa dos mísseis lançados sobre a cidade de Aleppo, informou fonte militar à Sputnik. Os ataques foram realizados à 01h30 no horário local (19h30 da quinta-feira no horário de Brasília). Israel realiza ataques aéreos periódicos contra a Síria e ocupa o território das Colinas de Golã, na região da fronteira entre os países. Nas últimas semanas, ataques israelenses foram realizados em diversas localidades na Síria, desde a região sul do país até a cidade de Abu Kamal, localizada na fronteira com o Iraque. Após nove anos de conflito, o governo sírio e seus aliados voltaram a ocupar boa parte do território nacional, com exceção do noroeste, que segue sob controle da oposição, e do nordeste, controlado por forças curdas.

    Mais:

    Resultados preliminares na China confirmam eficácia de remédio russo contra COVID-19
    'Reviravolta incomum': o que está por trás do tratado de paz firmado entre Israel e EAU?
    Todos os aviões de combate russos serão equipados com sistema de pontaria testado na Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar