14:36 03 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2252
    Nos siga no

    O ministro das Relações Exteriores da China e seu homólogo indiano assinaram um comunicado conjunto expressando o desejo de reduzir a tensão nas regiões fronteiriças.

    No texto, publicado nas primeiras horas desta sexta-feira (11), os chanceleres Wang Yi e Subrahmanyam Jaishankar, respetivamente, concordaram que "a situação atual na zona fronteiriça não é do interesse de nenhuma das partes".

    Os dois países "devem cumprir os acordos e regulamentos existentes sobre assuntos fronteiriços, manter a paz e a tranquilidade nestas áreas e evitar qualquer ação que possa agravar a situação", afirmaram.

    Bandeira da Índia ao lado do brasão nacional da China, em Pequim
    © AP Photo / Andy Wong
    Bandeira da Índia ao lado do brasão nacional da China, em Pequim

    Quanto às tropas enviadas por ambas as partes para as áreas fronteiriças, os ministros concordaram que "devem continuar seu diálogo, retirar-se rapidamente, manter a distância adequada e aliviar as tensões".

    "À medida que a situação melhorar, as duas partes devem acelerar o trabalho para concluir novas medidas de fomento da confiança para manter e melhorar a paz e a tranquilidade nas zonas fronteiriças", cita comunicado.

    A reunião entre os dois ministros decorreu em Moscou, onde participaram de uma reunião de chanceleres dos países-membros da Organização de Cooperação de Xangai.

    Os conflitos de fronteira têm sido frequentes nas relações entre Nova Deli e Pequim, uma vez que os países não têm uma fronteira demarcada. As relações tinham demonstrando uma piora nos últimos meses, tendo atingido o pico em 19 de junho, quando ocorreu um confronto entre as tropas dos dois países na área fronteiriça disputada que provocou diversos mortos.

    Mais:

    Satélite revela retirada de tropas de China e Índia de região disputada (FOTO)
    Caças Su-30MKI indianos realizam operações perto da fronteira entre China e Índia (VÍDEOS)
    China tomou 'ação incrivelmente agressiva' em confronto armado com a Índia, diz Pompeo
    Tags:
    fronteiras, fronteira, acordo de paz, acordo, Índia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar