01:31 24 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    COVID-19 no mundo em meados de maio (35)
    441
    Nos siga no

    O Reino Unido está confiante de que as vacinas existentes contra a COVID-19 oferecem proteção contra uma variante mais transmissível do vírus encontrada na Índia. 

    Ao dar a declaração, o secretário de Saúde britânico, Matt Hancock, anunciou neste domingo (16) que o país atingiu a marca de 20 milhões de pessoas que receberam as duas doses, o que representa cerca de 40% da população. 

    O número de indivíduos que receberam somente uma dose da vacina é de 36,5 milhões. 

    Na segunda-feira (17), Inglaterra, Escócia e País de Gales vão flexibilizar parte das medidas restritivas impostas para conter a disseminação do coronavírus. Por outro lado, a variante indiana, que já se espalhou pelo Reino Unido, colocou em dúvida a liberação de setores da economia. 

    O secretário de Saúde, no entanto, procurou tranquilizar a população e garantiu a eficácia das vacinas. Segundo ele, os imunizantes protegem contra a cepa indiana com "alto grau de confiabilidade". 

    "Isso significa que podemos continuar com nossa estratégia de usar a vacina para enfrentar a pandemia", disse Hancock em entrevista para a emissora Sky News, segundo publicado pela agência AFP.

    'Corrida' entre vacinação e o vírus

    Um dos países mais afetados do mundo pela pandemia, com 127 mil mortos, o Reino Unido está com a vacinação acelerada em comparação com outras nações europeias e do mundo, tirando exceções como Israel e Estados Unidos.

    Por outro lado, o secretário de Saúde disse que se a variante indiana for 50% mais transmissível do que outras cepas que atingiram o Reino Unido, "então teremos um problema". Ao mesmo tempo, ele reafirmou a confiança no programa de vacinação britânico. 

    "Estamos em uma corrida entre o programa de vacinação e o vírus, e esta nova variante deu ao vírus algumas pernas extras nessa corrida, mas temos um alto grau de confiança de que a vacina vai superar", afirmou Hancock.

    Tema:
    COVID-19 no mundo em meados de maio (35)

    Mais:

    Reino Unido compra helicópteros dos EUA, mas entrega atrasa em 3 anos devido a cortes orçamentários
    Documento judicial aponta dívida pendente de US$ 756 do premiê britânico, informa mídia
    Frota do Mar Negro da Rússia monitora ações de navio de patrulha britânico na região
    Tags:
    pandemia, COVID-19, novo coronavírus, mutação, Índia, vacina, vacinação, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar