23:10 13 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump, acena ao lado do presidente chinês, Xi Jinping, após coletiva de imprensa em Pequim, 9 de novembro de 2017

    China registra menor crescimento econômico trimestral dos últimos 27 anos

    © AP Photo / Andy Wong
    Economia
    URL curta
    1171
    Nos siga no

    Em meio a uma guerra comercial com os Estados Unidos e a queda de demanda interna, a China registrou um aumento no PIB de 6% no terceiro trimestre do ano ante o mesmo período de 2018.

    É o menor número desde que Pequim começou a compilar os dados em 1993, informa a agência AP.

    O crescimento econômico trimestral foi divulgado pelo Escritório Nacional de Estatísticas (NBS, na sigla em inglês) nesta sexta-feira (18). De acordo com o órgão de Pequim, o número foi menor do que o esperado pelos analistas (6,1%) e o crescimento econômico anual de 2019, na comparação com 2018, está em 6,2%.

    A desaceleração tem repercussões globais e deve diminuir a demanda chinesa por componentes industriais de seus vizinhos asiáticos e também da soja e outros alimentos do Brasil, Austrália e outros fornecedores de commodities.

    O comércio sofreu devido aos aumentos de tarifas nos EUA, mas o maior impacto no crescimento chinês parece vir do arrefecimento da atividade doméstica, incluindo gastos e investimentos do consumidor.

    O crescimento das vendas no varejo caiu para 8,2% em relação ao ano anterior nos três primeiros trimestres de 2019, abaixo dos 8,4% do primeiro semestre. O crescimento da produção industrial diminuiu para 5,6% no período de janeiro a setembro, ante 6% nos primeiros seis meses do ano.

    A previsão de Pequim é ter um crescimento do PIB entre 6% a 6,5% em 2019. 

    Mais:

    'Ocidente se recusa a cooperar com Rússia e China na luta contra terrorismo', diz chanceler russo
    Enorme 'bola de fogo' transforma noite em dia no céu da China (VÍDEO)
    Caças indianos realizam manobras para estarem prontos em caso de guerra com China
    China pode comissionar 2° porta-aviões ainda neste ano
    Economia mundial precisa de mais do que acordo entre China e EUA, diz FMI
    China reduziu seus títulos da dívida americana
    Tags:
    PIB, economia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar