04:00 05 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    3672
    Nos siga no

    Marinha do Exército de Libertação Popular da China (ELP) iniciou a instalação de novos turbogeradores de energia em seus navios de guerra.

    Com capacidade de produzir energia superior em quatro vezes à das instalações elétricas existentes, os novos geradores permitirão a instalação de novos armamentos com tecnologia avançada, tais como catapultas ou canhões eletromagnéticos.

    Instituto de Pesquisa 704 da Corporação Estatal de Construção Naval da China (CSSC, na sigla em inglês) anunciou recentemente que seus geradores de 20 megawatts entraram em serviço, ou seja, isso é suficiente para fornecer energia a uma cidade com população de 15.000 habitantes, escreve Global Times.

    No entanto, o anúncio não revelou a designação de novos geradores nem em que navios tinham sido instalados.

    "O enorme aumento de produção de energia será útil para uma série de novas tecnologias que Pequim tem planejado instalar nos próximos anos em seus navios de guerra", disse um especialista naval chinês. Instalação de geradores mais potentes "significará que todos esses sistemas de alto consumo de energia poderão operar".
    Canhão eletromagnético da Marinha dos EUA
    © Foto / Naval Sea Systems Command
    Canhão eletromagnético da Marinha dos EUA

    Segundo escreve Global Times, os novos turbogeradores tornarão possível a utilização da tecnologia de propulsão elétrica integrada avançada que basicamente transforma navios em gigantes veículos híbridos a gás e elétricos.

    O destróier da Marinha dos EUA Zumwalt utiliza tecnologia semelhante, assim como o porta-aviões da Marinha Real britânica da classe Queen Elizabeth.

    Os navios chineses da classe Type 002, que estão atualmente em construção, vão possuir catapultas com uso de sistemas eletromagnéticos de lançamento de aeronaves (EMALS), que até agora só foram utilizadas nos porta-aviões da classe Ford da Marinha dos EUA.

    Mais:

    Exército chinês revela arma eletromagnética portátil capaz de perfurar aço (VÍDEO)
    Armas eletromagnéticas podem impedir intrusões dos EUA no mar do Sul da China, diz especialista
    Destruição a nível físico: canhões eletromagnéticos russos têm alcance de até 10 km, afirmam fontes
    Tags:
    tecnologia militar, navios de guerra, USS Zumwalt, Exército Popular de Libertação (ELP), Marinha dos EUA, canhão eletromagnético
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar