07:17 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Submarino nuclear Omsk do projeto 949A Antei equipado com mísseis de cruzeiro Granit

    Míssil Granit é eleito melhor arma russa contra porta-aviões dos EUA, por mídia chinesa

    © Foto/ Alex Omen
    Defesa
    URL curta
    16482
    Nos siga no

    Os mísseis de cruzeiro russos antinavio Granit são os mais potentes para atingir porta-aviões estadunidenses e seus grupos navais, escreve o portal chinês Sohu.

    Segundo o autor do artigo, foi esse armamento que o ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, mencionou em uma recente entrevista quando se falou das armas que a Rússia dispõe para enfrentar os porta-aviões dos EUA. O ministro disse que Pentágono gasta o seu orçamento na criação de novos agrupamentos de porta-aviões, enquanto a Rússia tem como prioridade a criação de sistemas destinados a combater estes navios. Essa atitude é mais econômica e eficiente, sublinhou Shoigu.

    Segundo o responsável da Defesa russa, entre todos os sistemas de mísseis antinavio desenvolvidos na Rússia desde a Guerra Fria, o Granit é a arma de maior alcance e com maior capacidade de causar danos aos porta-aviões.

    Avião F-18 se prepara para decolar do porta-aviões USS George H.W. Bush, em navegação no Golfo Pérsico, 22 de março de 2017
    © AP Photo / Jon Gambrell
    Avião F-18 se prepara para decolar do porta-aviões USS George H.W. Bush, em navegação no Golfo Pérsico, 22 de março de 2017

    O Granit é capaz de atingir alvos a uma distância de mais de 600 quilômetros, enquanto os agrupamentos de porta-navios dos EUA só podem defender uma zona com um raio de 550 quilômetros.

    "O Granit atende a todas as exigências das armas russas destinadas a aplicar golpes contra porta-aviões", diz a matéria publicada.

    Como escreve o autor da publicação, a ogiva do míssil pode ser substituída por uma unidade nuclear de até 500 quilotons em equivalente TNT, o que lhe permite alcançar grandes alvos na superfície na água.

    Submarino nuclear Omsk

    Em setembro, a Frota do Pacífico da Rússia realizou exercícios militares durante os quais foi realizado o lançamento de um míssil Granit a partir do submarino nuclear Omsk. O míssil alcançou o alvo com sucesso a uma distância de cerca de 350 quilômetros.

    O submarino Omsk é apelado frequentemente de "assassino de porta-aviões". Segundo os especialistas militares, isso se deve ao fato de ser equipado com 24 mísseis de cruzeiro Granit. Cada um deles é capaz de afundar um grupo naval do adversário com um só um golpe.

    Mais:

    Míssil russo será invisível ao radar e 'inspira temor'
    Irã inicia construção de 3 novíssimos destróieres
    China teria demonstrado novíssimo míssil de cruzeiro supersônico (VÍDEO)
    Tags:
    Rússia, sistema antinavio, mísseis antinavio, míssil de cruzeiro, Granit
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar