20:46 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Porta-aviões Ronald Reagan dos EUA perto da península da Coreia

    Marinha dos EUA sofre com falta de porta-aviões no Atlântico

    CC BY 2.0 / Frota do Pacífico dos EUA / USS Ronald Reagan
    Defesa
    URL curta
    7165
    Nos siga no

    Dos sete porta-aviões da Marinha norte-americana que estão baseados na costa leste do país, apenas um está em operação.

    Recentemente, o porta-aviões USS Harry S. Truman (CVN-75) apresentou problemas em sua rede elétrica, sendo necessário realizar uma análise e as devidas reparações. A embarcação está no estaleiro de Norfolk, mas a na Virgínia, para determinar a causa e a dimensão do problema.

    Porta-aviões americano USS Harry S. Truman
    Porta-aviões americano USS Harry S. Truman

    O único porta-aviões na costa leste dos EUA em condições de combate é o USS Dwight D. Eisenhower (CVN-69). Contudo, depois de o navio passar por trabalhos de manutenção de 18 meses, a tripulação da embarcação precisa realizar um treinamento. Dessa forma, o grupo de ataque liderado pelo CVN-69 não estará pronto para operação antes de 2020.

    USS Dwight D. Eisenhower
    USS Dwight D. Eisenhower

    Por sua vez, o USS John C. Stennis (CVN-74) alcançou metade de sua vida útil estimada e agora passará por uma revisão programada em Norfolk. Seu retorno está previsto para 2021, até lá, a embarcação será utilizada como um aeródromo flutuante para treinamentos das aeronaves da Marinha.

    USS John C. Stennis (CVN-74), um super-porta-aviões de propulsão nuclear norte-americano da classe Nimitz
    USS John C. Stennis (CVN-74), um super-porta-aviões de propulsão nuclear norte-americano da classe Nimitz

    Enquanto isso, o USS George Washington (CVN-73) foi desmontado em partes e passa por manutenção. Já o USS George H. W. Bush (CVN-77) está "atracado" em Norfolk há mais de dois anos devido ao atraso em sua manutenção, pois o estaleiro é incapaz de cumprir com os prazos contratuais.

    O novo navio USS Gerald R. Ford (CVN-78) não pode entrar em operação devido a problemas que enfrenta há anos com os elevadores e sistema de lançamento e frenagem das aeronaves. Além disso, problemas com a energia nuclear teriam causado muitas dificuldades.

    Huntington Ingalls Industries delivered the first-in-class aircraft carrier Gerald R. Ford (CVN 78) to the U.S. Navy on May 31, 2017.
    USS Gerald Ford

    O único porta-aviões com capacidade de combate da costa leste dos EUA é o USS Abraham Lincoln (CVN-72), que está no mar Arábico. Seu grupo de ataque deixou a base no dia 1° de abril e atualmente está navegando pela costa indiana. O aumento da tensão no golfo Pérsico fez com que o porta-aviões mudasse sua base.

    USS Abraham Lincoln realiza exercícios conjuntos na área de responsabilidade do Comando Central dos EUA, no mar Arábico, 1º de junho de 2019
    © Sputnik / Brian M. Wilbur
    USS Abraham Lincoln realiza exercícios conjuntos na área de responsabilidade do Comando Central dos EUA, no mar Arábico, 1º de junho de 2019

    Após cumprir a atual missão, o CVN-72 irá para San Diego, na costa oeste dos EUA.

    Mais:

    Marinha dos EUA envia navio de assalto anfíbio para Oriente Médio em meio a tensão, diz mídia
    Marinha dos EUA estaria preparada para conflito contra iranianos?
    Preso por tentar obter sexo com criança, tenente da Marinha dos EUA é indicado para promoção
    Tags:
    problemas, Marinha dos EUA, Marinha, porta-aviões, navio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar