07:20 28 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 90
    Nos siga no

    O aglomerado é de estrelas muito antigas e algumas muito novas, gravitacionalmente ligadas a uma única estrutura com cerca de 100 anos-luz a 200 anos-luz de diâmetro.

    O telescópio espacial Hubble, da agência espacial norte-americana NASA, registrou um aglomerado globular. Os aglomerados globulares contêm centenas de milhares de estrelas, que estão muito mais próximas umas das outras do que qualquer estrela do nosso Sistema Solar do Sol, de cem a mil vezes mais próximas.

    O aglomerado NGC 1805 fica localizado a cerca de 163 mil anos-luz de distância, na constelação Dorado.

    "Normalmente, os aglomerados globulares contêm estrelas que nascem ao mesmo tempo, no entanto, NGC 1805 é incomum, pois parece hospedar duas populações diferentes de estrelas com idades de milhões de anos", afirmam os astrônomos do Hubble.

    Muitas estrelas coloridas reunidas nesta imagem do aglomerado globular NGC 1805, obtida pelo telescópio espacial Hubble
    © Foto / ESA/Hubble e NASA, J. Kalirai
    Muitas estrelas coloridas reunidas nesta imagem do aglomerado globular NGC 1805, obtida pelo telescópio espacial Hubble
    Os cientistas ressaltam a importância de observar aglomerados de estrelas como esse, uma vez que "pode nos ajudar a entender como as estrelas evoluem e quais fatores determinam se elas terminam suas vidas como anãs brancas ou explodem como supernovas".

    Também conhecido como ESO 85-32 e KMHK 459, o aglomerado globular NGC 1805 foi descoberto em 24 de setembro de 1826 pelo astrônomo escocês James Dunlop.

    Mais:

    Telescópios Hubble e ALMA captam 'fogo de artifício' de formação estelar a 8.000 anos-luz (VÍDEO)
    Hubble tira FOTO de galáxia com 'núcleo' vazio a 67 milhões de anos-luz de distância
    Halo gasoso gigante é mapeado na galáxia Andrômeda pelo Hubble (FOTO)
    Galáxia espiral é captada em toda sua gloriosa inclinação pelo Hubble (FOTO)
    Tags:
    NASA, Hubble, supernova, estrelas, Universo, galáxia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar