23:06 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    121
    Nos siga no

    Atualmente existem drones que tentam igualar voo de pássaros, mas os modelos sofrem com numerosas limitações. Um cientista revela a criação de um modelo mais eficiente que os atuais.

    Javaan Chahl, cientista da Universidade do Sul da Austrália, relatou em declarações ao jornal The Conversation avanços na criação de drones com voo semelhante ao de pássaros, ou ornitópteros.

    Contrários aos drones convencionais, que usam hélices e asas estáticas, os ornitópteros batem com as asas para gerar impulso de voo, podendo planar, pairar e realizar acrobacias aéreas. Eles podem decolar e pousar lentamente em espaços apertados, e também podem subir rapidamente como um pássaro.

    Os ornitópteros já existem comercialmente, mas os modelos existentes voam lentamente e não são capazes de atingir a velocidade e a potência necessárias para acrobacia vertical ou uma pausa prolongada. Além disso, são construídos para voarem apenas para a frente.

    Segundo a equipe liderada por Chahl, "nossos ornitópteros fazem uso do efeito 'bater e lançar'. Os dois pares de asas se abrem de tal forma que se encontram, como mãos batendo palmas. Isto faz com que o impulso extra seja suficiente para levantar o peso de seu corpo ao pairar".

    Javaan Chahl espera que os ornitópteros atinjam eficiência semelhante ao das aeronaves movidas a hélice.

    "Melhoramos a eficiência ajustando a dobradiça da asa/corpo para armazenar e recuperar a energia da asa em movimento quando as asas mudam de direção, como uma mola. Também descobrimos que a maior parte da perda de energia aconteceu porque as engrenagens flexionavam sob a carga de dirigir a asa. Resolvemos isso com rolamentos minúsculos e reajustando os eixos na transmissão para manter as engrenagens espaçadas corretamente", explica.

    O batimento das asas tem sido usado e aperfeiçoado pela natureza ao longo de milhões de anos, criando uma forma eficaz de deslocar pássaros e insetos de forma rápida e eficiente, pelo que os desafios na construção de ornitópteros são grandes.

    Em contraste, o uso e a testagem de máquinas de voo têm sido limitados aos últimos 200 anos.

    "Agora estamos trabalhando para utilizar projetos de asas copiados da natureza", aponta o cientista.

    Chahl também faz parte de um projeto científico com pesquisadores de Singapura, China e Taiwan, liderado pelo dr. Yao-Wei Chin, da Universidade Tecnológica de Nanyang, Singapura, para criar um ornitóptero, tendo publicado um estudo no jornal Science Robotics na quarta-feira (22).

    Mais:

    Misterioso drone norte-americano é revelado em FOTOS
    Emirados Árabes apresentam 1º drone adaptável do país (FOTO)
    Perigo inesperado? EUA apresentam lançador de drones camuflado em contêiner
    Tags:
    Taiwan, Singapura, China, Austrália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar