16:11 04 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 21
    Nos siga no

    Cientistas do Instituto de Tecnologia de Israel modelaram pela primeira vez como foi formado o asteroide ímpar Arrokoth, ou Ultima Thule, o objeto mais distante do Sol a ser inspecionado por uma espaçonave.

    Arrokoth é um asteroide binário de contato de 30 quilômetros, consistindo de duas partes. Estas partes estão ligadas entre si por um pequeno istmo, na verdade o asteroide se formou em resultado de uma colisão entre dois corpos celestes menores.

    Há muito tempo que os cientistas têm tentado explicar a forma tão estranha do asteroide e outras propriedades inusuais, como a velocidade de rotação baixa e um grande ângulo de inclinação. Se dois asteroides colidissem em velocidades elevadas, eles iriam se desmoronar.

    Além disso, se os corpos celestes, girando um em torno de outro, interagissem harmoniosamente, então a velocidade de rotação de Arrokoth seria muito mais elevada do que a existente.

    O detalhado como nunca Ultima Thule – asteroide que se encontra no Cinturão de Kuiper – visto pela sonda New Horizons
    © NASA . NASA/JHUAPL/SwRI
    O detalhado como nunca Ultima Thule – asteroide que se encontra no Cinturão de Kuiper – visto pela sonda New Horizons

    Físicos do Instituto de Tecnologia de Israel decidiram usar um modelo com base em uma fórmula complexa do problema dos três corpos para resolver o enigma de sua formação. Descobriu-se que a órbita dos dois predecessores do asteroide gradualmente se transformou de larga e redonda em uma elíptica extremamente excêntrica e lenta.

    A transformação da órbita ocorreu sob a influência do Sol. Tal trajetória levou mais tarde a uma colisão suave entre os dois corpos, escreve portal Free News. Arrokoth é um asteroide no Cinturão de Kuiper que está voando através do limite do Sistema Solar a seis bilhões de quilômetros da Terra.

    Mais:

    Capturadas novas FOTOS de asteroide gigante de 'máscara' que se aproxima da Terra
    Nosso Sistema Solar 'tomou' asteroides do espaço interestelar, revela estudo
    Tags:
    Terra, Sol, corpo celeste, Sistema Solar, asteroide
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar