21:25 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Foto tirada pela sonda Mars Express mostra tempestade de areia perto da calota polar do norte de Marte

    Aquecer planeta vermelho: Elon Musk sugere novas ideias para tornar Marte habitável

    © Foto/ ESA/GCP/UPV/EHU Bilbao
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    7104
    Nos siga no

    Elon Musk sugeriu de novo uma ideia para converter Marte em um planeta habitável para seres humanos.

    Anteriormente, o cofundador da SpaceX sugeriu criar um efeito estufa no planeta vermelho por meio de explosões nucleares, para que se gere uma quantidade suficiente do oxigênio e os humanos possam caminhar pela superfície do planeta sem trajes espaciais.

    Entretanto, esta ideia causou polêmica: vários cientistas avisaram que as explosões poderiam gerar nuvens na atmosfera marciana que iriam bloquear a luz do Sol e fazer com que o planeta se esfrie ainda mais.

    Desta vez Musk propôs uma ideia mais tecnológica: ele sugeriu instalar milhares de satélites refletores solares para aquecer Marte. Entretanto, o empresário destacou que o melhor método ainda está por inventar.

    Fundador das empresas SpaceX e Tesla, Elon Musk
    © AP Photo / Jae C. Hong
    Fundador das empresas SpaceX e Tesla, Elon Musk

    Outra opção, como explicou Elon Musk, está ligada com sua ideia antiga, chamada de Nuke Mars.

    "Ela se refere a uma corrente de explosões de fusão nuclear com muito baixa precipitação sobre a atmosfera para criar sóis artificiais." Musk explicou que, tal como no caso do nosso Sol, isso não tornaria Marte radioativo.

    Será que nenhuma das opções é possível?

    Em 2018, a NASA publicou um estudo onde foi apontado que a transformação do meio marciano inóspito em um lugar onde astronautas poderiam trabalhar sem suporte vital não é possível usando as tecnologias modernas.

    Foto, tirada pela sua sonda Curiosity, mostra uma luz branca de origem desconhecida em Marte
    Foto, tirada pela sua sonda Curiosity, mostra uma luz branca de origem desconhecida em Marte

    Segundo um dos principais autores da pesquisa, Bruce Jakosky, da Universidade de Colorado, "não há dióxido de carbono suficiente" para gerar um aquecimento significativo por efeito estufa. "A maioria do dióxido de carbono não é acessível e não seria fácil mobilizá-lo", diz o cientista.

    Mais:

    Encontrada maneira surpreendente de tornar Marte habitável
    Rover da NASA envia FOTOS de Marte que aumentariam probabilidade de encontrar sinais de vida
    Sonda da NASA detecta em Marte dezenas de possíveis sismos
    Descoberta nas profundezas do mar Morto dá esperança de encontrar vida em Marte
    Tags:
    NASA, Elon Musk, Marte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar