00:09 15 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil lidando com COVID-19 no início de junho de 2021 (42)
    224
    Nos siga no

    Wilson Lima recebeu habeas corpus e pode escolher se apresentar ou não na CPI da Covid. Ele e mais sete governadores de diferentes estados brasileiros são aguardados para depor na CPI.

    Nesta quarta-feira (10), Wilson Lima (PSC), governador do Amazonas, afirmou que não vai comparecer à CPI da Covid para depor, após a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), conceder habeas corpus ao governador, de acordo com o G1.

    Segundo a decisão da ministra, Lima pode decidir se quer se apresentar ou não na CPI e mesmo que compareça, pode escolher ficar em silêncio. Caso resolva falar, o governador não precisará fazer o juramento de que está falando a verdade.

    Lima vem sendo investigado dentro da Operação Sangria que apura suposta organização criminosa que teria se instalado no governo do Amazonas para fraudar licitações e desviar dinheiro, e por conta dessa operação, em abril, foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

    O governador foi alvo de busca e apreensão pela Polícia Federal no âmbito da operação conforme noticiado no dia 2 de junho.

    No entendimento de Weber, como Lima já foi denunciado pela PGR e é investigado por suposto envolvimento em um esquema de desvio de verbas destinadas ao enfrentamento da pandemia da COVID-19, ele tem direito de não dar respostas que possam incriminá-lo, segundo a mídia.

    Wilson Lima tem ligação com um dos principais objetos de investigação da CPI, por ser uma das autoridades envolvidas no colapso do sistema hospitalar do Amazonas em janeiro deste ano.

    Voluntários levam balão de oxigênio para ser usado por pacientes com coronavírus em Manaus, no Amazonas
    © REUTERS / Bruno Kelly
    Voluntários levam balão de oxigênio para ser usado por pacientes com coronavírus em Manaus, no Amazonas

    Além do governador do Amazonas, outros sete governadores de diferentes estados brasileiros foram convocados a depor, são eles: Helder Barbalho (MDB-PA), Wellington Dias (PT-PI), Ibaneis Rocha (MDB-DF), Mauro Carlesse (PSL-TO), Carlos Moisés (PSL-SC), Antônio Denarium (PSL-RR) e Waldez Góes (PDT-AP), de acordo com a mídia.

    Resposta de Lima

    No dia de hoje (10), durante a tarde, Lima declarou que não compareceu à CPI da Covid pela onda de ataques ocorridos no Amazonas no fim de semana e que está, nesse momento, coordenando uma operação em resposta aos incêndios.

    "A ministra tomou a decisão e facultou a minha participação na CPI e eu optei por não ir em razão de todos esses episódios que têm acontecido no estado do Amazonas em que eu preciso estar junto a população", disse o governador citado pela mídia. 

    Tema:
    Brasil lidando com COVID-19 no início de junho de 2021 (42)

    Mais:

    Após falta de oxigênio, Amazonas registra aumento de 41% em mortes por COVID-19
    Desvios na Saúde: operação da PF em Manaus faz buscas na casa do governador Wilson Lima
    Segundo PF, Pazuello e Exército ignoraram pedido de oxigênio feito 5 dias antes de colapso no AM
    Tags:
    COVID-19, Supremo Tribunal Federal, Wilson Lima, CPI da Covid, Amazonas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar