21:26 10 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Situação da COVID-19 em meados de abril no mundo (75)
    221
    Nos siga no

    Brasil, Colômbia e México estão entre os países que receberão a vacina da Pfizer/BioNTech contra a COVID-19 no segundo trimestre de 2021 via a iniciativa da COVAX Facility.

    Cerca de 14,1 milhões de doses vacina da Pfizer/BioNTech contra a COVID-19 foram atribuídas a 47 países e economias no segundo trimestre deste ano, segundo informou a Aliança Global para Vacinas e Imunização (GAVI, na sigla em inglês) na segunda-feira (12).

    Brasil, Colômbia, México, Filipinas, África do Sul e Ucrânia estão entre os principais destinatários da vacina da Pfizer entre abril e junho, de acordo com gráfico da GAVI "baseado nos conhecimentos atuais sobre a disponibilidade de vacinas contra a COVID-19", segundo a Reuters.

    A entrega do imunizante da AstraZeneca para cerca de 142 países participantes da iniciativa em uma ronda pré-anunciada está em curso, "com alguns atrasos", que podem estender o prazo da entrega para o mês de maio, conforme o gráfico.

    O COVAX Facility é uma iniciativa liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que reúne mais de 150 países, criada para impulsionar o desenvolvimento e a distribuição de vacinas contra o coronavírus.

    O Brasil deveria receber 2,5 milhões de doses da vacina da AstraZeneca via COVAX, mas o Ministério da Saúde informou que a entrega do imunizante está atrasada devido a problemas em sua produção. O país, até momento, recebeu apenas um milhão de doses.

    Tema:
    Situação da COVID-19 em meados de abril no mundo (75)

    Mais:

    Olimpíadas: Tóquio prepara hotel com 300 quartos para isolar atletas com COVID-19
    Alvo de estudo, 1ª cidade brasileira conclui vacinação em massa contra a COVID-19
    Rússia inicia desenvolvimento de mais uma vacina contra COVID-19
    Brasil acumula 351.334 óbitos ligados à COVID-19, informa Conass
    Tags:
    vírus, novo coronavírus, pandemia, vacina, Brasil, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar