16:30 14 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    5524
    Nos siga no

    Após instabilidade nas cotações do petróleo no mercado internacional, a Petrobras decidiu aumentar o preço do gás natural em 39%.

    A Petrobras vai elevar em 39%, em média, o preço do gás natural vendido às distribuidoras. O anúncio foi feito pela estatal na manhã desta segunda-feira (5), e valerá a partir de 1º de maio.

    A companhia afirmou em nota que precisa fazer os reajustes em função de sua política de preços.

    O aumento deve-se, principalmente, à recente valorização das cotações do petróleo no mercado internacional, à taxa de câmbio (valorização do dólar) e ao índice inflacionário IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado, que mede a variação dos preços. Ou seja, se há inflação ou deflação).

    O gás natural é um importante insumo para indústrias, termoelétricas e serve de matéria-prima, por exemplo, para produção de fertilizantes. O repasse ao consumidor, porém, depende da legislação de cada estado, escreve o Poder 360.

    De qualquer forma, o gás canalizado deve ter um impacto forte sobre a taxa de inflação de maio. Até agora, a Petrobras já reajustou em 2021 a gasolina em 46,2% neste ano. O diesel, em 41,6%; e o gás em botijão, em 17%.

    Sede da Petrobras no Rio de Janeiro
    © Folhapress / Alexandre Durão
    Sede da Petrobras no Rio de Janeiro

    Mais:

    'Tem muita coisa errada' na Petrobras, mas general vai 'dar arrumada' na empresa, diz Bolsonaro
    Arthur Lira diz que reação do mercado à troca na Petrobras é 'bolha histérica'
    O que a crise na Petrobras diz sobre a formação dos preços de combustíveis no Brasil?
    Após mudança no comando da Petrobras, 4 conselheiros pedem para deixar seus cargos
    Tags:
    Paulo Guedes, Brasil, Petrobras, gás natural, Liquigás, gás
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar