21:48 31 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    0 11
    Nos siga no

    A Petrobras informou, nesta quinta-feira (11), que a Assembleia Geral Extraordinária que vai avaliar as trocas na presidência e no Conselho de Administração da estatal será realizada em 12 de abril.

    Em comunicado, a empresa disse que a reunião será exclusivamente digital, através de videoconferência.

    A assembleia terá o objetivo de avaliar as indicações de novos membros do Conselho de Administração feitas pelo presidente Jair Bolsonaro. Também vai eleger representantes indicados pelos acionistas minoritários e pelos funcionários.

    "A Petrobras informa que convocou na data de hoje [11 de março] a Assembleia Geral Extraordinária [AGE] para eleição de membros do Conselho de Administração da companhia, a ser realizada em 12 de abril de 2021, sob a forma exclusivamente digital", diz o texto.

    Entre os indicados pelo governo federal está o general Joaquim Silva e Luna. Ele foi o escolhido do presidente Jair Bolsonaro para substituir Roberto Castello Branco na presidência da Petrobras Para ser confirmado no cargo, é preciso que ele seja aprovado para integrar o conselho.

    Nesta segunda-feira (8), o Poder Executivo oficializou a indicação de seis nomes para as vagas no Conselho de Administração da estatal.

    ​As vagas surgiram depois que quatro conselheiros anunciaram na última semana que não aceitariam ser reconduzidos a seus cargos por não concordarem com a mudança no comando da Petrobras.

    O Conselho de Administração da Petrobras é responsável pela definição e aprovação do plano estratégico de negócios, pela escolha da diretoria e pela fiscalização da gestão e das contas da estatal. O órgão é formado por 11 membros, sete deles indicados pelo governo federal, que é o acionista majoritário da companhia, enquanto outros três são nomeados pelos acionistas minoritários e um é escolhido pelos funcionários da empresa para representá-los.

    Mais:

    Mourão avalia Lula para 2022: 'Não vence eleição' porque tem 'ideias velhas'
    Gilmar Mendes desmente Ernesto Araújo em rede social e acusa: 'Fake News!'
    Governador da Bahia pede urgência para aquisição da vacina russa Sputnik V
    Doria diz que adotará 'medidas impopulares' para controlar COVID-19 em SP (VÍDEO)
    Déjà vu? Bolsonaro perderia para Mandetta, Ciro, Lula e Haddad em 2º turno, diz pesquisa
    Tags:
    Jair Bolsonaro, gasolina, preços de combustíveis, preço do petróleo, preço da gasolina, preço do diesel, economia, Assembleia Geral, assembleia, presidência, Petrobras, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar