16:24 15 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 e Brasil em meados de dezembro (59)
    3123
    Nos siga no

    Instituto não vai cumprir meta inicial de entregar dados da vacina até esta terça-feira (15) e anunciou nova data de envio dos resultados dos testes para 23 de dezembro.

    O Instituto Butantan adiou o envio do resultado dos testes da vacina chinesa CoronaVac à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A previsão inicial era de que o envio fosse realizado até esta terça-feira (15).

    Na nova previsão, o Instituto visa o envio dos dados e a divulgação dos resultados sobre a eficácia da vacina no dia 23 deste mês, segundo o G1.

    Na último sábado (12), o governo federal entregou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o plano nacional de imunização. O documento lista 13 vacinas candidatas – entre elas a CoronaVac. Será a partir dos testes a serem entregues até o dia 23 que a Anvisa avaliará se a vacina poderá ser utilizada ou não na vacinação nacional.

    ​O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou o início da vacinação no estado para o dia 25 de janeiro, com a CoronaVac. Doria ainda não se pronunciou sobre um possível adiamento no início da vacinação.

    Também no último sábado (12), uma pesquisa conduzida pelo Datafolha apontou que 50% dos brasileiros responderam que não tomariam uma vacina produzida pela China.

    Tema:
    COVID-19 e Brasil em meados de dezembro (59)

    Mais:

    Vacina da Pfizer tem aval de painel consultivo de agência sanitária dos Estados Unidos
    'Será distribuída em menos de 24 horas' diz Trump após FDA autorizar uso da vacina da Pfizer
    Demora da vacina é maior erro político de Bolsonaro e pode prejudicar reeleição em 2022, afirma Maia
    Filho de Nicolás Maduro declara Rússia como 'baluarte' da medicina após ser vacinado com Sputnik V
    Dino defende Doria em relação à CoronaVac: 'Vai ficar parado esperando Bolsonaro?'
    Tags:
    Instituto Butantan, novo coronavírus, pandemia, Vacina CoronaVac, vacina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar