10:08 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    12769
    Nos siga no

    Presidente da China Xi Jinping disse neste sábado (9) que a interferência estrangeira nos assuntos internos de Taiwan é inadmissível, já que se trata de uma prerrogativa exclusiva de Pequim.

    "Taiwan […] é um assunto interno da China e não se pode tolerar nenhuma interferência externa", declarou o líder chinês em um discurso por ocasião do 110º aniversário do início da Revolução Xinhai, que estabeleceu a primeira república chinesa, avança agência AP. 

    "A reunificação da nação deve ser alcançada, e será sem dúvida alcançada. A reunificação de forma pacífica é a mais alinhada com o interesse geral da nação chinesa, incluindo os compatriotas de Taiwan", afirmou Xi Jinping.

    As declarações do líder chinês ocorrem poucos dias depois de o Exército do país enviar várias dezenas de aviões de guerra para a zona de Taiwan, incluindo bombardeiros com capacidade nuclear H-6, tendo as aeronaves entrado na zona de identificação de defesa aérea da ilha, o que gerou protestos de Taipé.

    Guardas de honra de Taiwan durante um ensaio do Dia Nacional em Taipé, Taiwan, 5 de outubro de 2021
    © REUTERS / ANN WANG
    Guardas de honra de Taiwan durante um ensaio do Dia Nacional em Taipé, Taiwan, 5 de outubro de 2021
    "Ninguém deve subestimar a forte determinação do povo chinês, a vontade e a capacidade de salvaguardar a soberania nacional e a integridade territorial", ressaltou Xi.

    Anteriormente, o presidente chinês apelou a mais esforços para garantir a paz e a segurança no estreito de Taiwan, em meio à recente passagem nesta área sensível do destróier de mísseis guiados dos EUA USS Barry, passagem qualificada pelo governo de Pequim como provocação.

    Pequim afirma que Taiwan é uma "província rebelde", enquanto Taipé insiste que é independente desde 1949. Os vínculos entre Taiwan e a China continental apenas foram restabelecidos ao nível empresarial e informal no final da década de 1980.

    Mais:

    Mídia da China denuncia 'invasores dos EUA' após notícias de presença de forças especiais em Taiwan
    Taiwan aumenta gastos na defesa em meio às tensões com China
    Mídia da China alerta Austrália para que não vire 'peça de xadrez' anti-Pequim dos EUA
    Tags:
    Xi Jinping, China, Taiwan, reunificação
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar