08:15 17 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 35
    Nos siga no

    A Coreia do Sul tem trabalhado em um escritório de videoconferência, a um custo de US$ 360 mil (cerca de R$ 2 milhões), especificamente para discutir assuntos e negociações de alta importância com a Coreia do Norte.

    A Coreia do Sul está planejando investir milhões de dólares em um novo sistema para analisar informações da Coreia do Norte, utilizando tecnologias como inteligência artificial (IA) e big data (conceito que descreve grande volume de dados a cada segundo), sendo que tal projeto poderá custar ao Ministério da Unificação da Coreia do Sul cerca de US$ 8 milhões (aproximadamente R$ 45,4 milhões), reporta a revista The National Interest.

    O sistema visionado "vai utilizar o poder da inteligência artificial para analisar fotos, vídeos, documentos e ficheiros de áudio relacionados à Coreia do Norte, obtidos em tempo real, bem como a mídia conquistada e arquivada pelo Ministério da Unificação. [O sistema] também utilizará essa informação [coletada e analisada] para criar automaticamente relatórios sobre a Coreia do Norte e gerar 'inferências com base na inteligência artificial' sobre o que estará prestes a ocorrer em Pyongyang".

    Do orçamento total, aproximadamente US$ 445 mil (cerca de R$ 2,5 milhões) serão utilizados para "análise de big data", enquanto US$ 5,3 milhões (aproximadamente R$ 30 milhões) serão usados para "desenvolvimento e implementação de software", e o restante, US$ 2,2 milhões (cerca de R$ 12 milhões), deverão ser gastos no sistema operacional do projeto.

    "Existe uma necessidade de criar formas que apoiem a política de unificação, a troca de cooperação, bem como encontros inter-coreanos, através da análise da informação norte-coreana em tempo real utilizando IA e big data", de acordo com as declarações do Ministério da Unificação da Coreia do Sul, citado pela mídia norte-americana, com base em informações da NK News.

    O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, disse no início de 2021 que se encontraria com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, "a qualquer hora, em qualquer lugar", mesmo que as sessões por vídeoconferência já estivessem em andamento e de, ainda em 2020, a Coreia do Norte ter cortado o diálogo com sua vizinha no sul.

    Mais:

    Coreia do Sul apresenta 1º protótipo do caça KF-X (FOTOS)
    Teste de míssil balístico dos EUA transmite mensagem hostil à Coreia do Norte, opinam especialistas
    Que sufoco! Diplomatas russos saem da Coreia do Norte a pé e empurrando dresina (VÍDEO)
    Tags:
    Coreia do Sul, Coreia do Norte, inteligência artificial, Ministério da Unificação da Coreia do Sul, análise
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar