23:08 25 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 83
    Nos siga no

    Pequim criticou uma reunião virtual entre ministros da Defesa da OTAN, dizendo que reflete um pensamento que "carece de perspectiva", e é contrário ao caminho seguido pela China.

    Durante uma reunião virtual de ministros da Defesa ocidentais, que terminou na quinta-feira (18), Jens Stoltenberg, secretário-geral da OTAN, declarou que o conceito estratégico da Aliança Atlântica, elaborado em 2010, deveria ser atualizado, pois a situação no mundo mudou e o documento não reflete a ascensão da China e o agravamento das relações com a Rússia.

    Os planos da OTAN refletem um pensamento antiquado da Guerra Fria, comentou Hua Chunying, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China.

    "Vejo tais declarações como vestígios do pensamento da Guerra Fria", declarou.

    "A China segue desenvolvimento pacífico, [e] nossa estratégia militar é defensiva. A China participa da construção da paz e da ordem internacional, deu sua contribuição para o desenvolvimento pacífico do mundo, e continuará a fazê-lo. O progresso da China abre novas possibilidades para o mundo inteiro", afirmou a diplomata chinesa.

    Hua Chunying exortou a OTAN a adotar uma abordagem objetiva para o desenvolvimento da China.

    "O pensamento da Guerra Fria carece de perspectiva", frisou.

    Mais:

    Tanque chinês surge em FOTO como sendo 'alvo principal' do novo sistema antitanque dos EUA
    'Ações imprudentes e agressivas': Pentágono sugere que Rússia seja 'ameaça' para OTAN
    Pentágono deveria abandonar sua 'retrógrada' estratégia de defesa, opina analista da Forbes
    Pentágono declara 'possibilidade real' de guerra nuclear com China ou Rússia
    Tags:
    Ministério das Relações Exteriores, Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, Rússia, Jens Stoltenberg, OTAN, China, Guerra Fria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar