11:48 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    3251
    Nos siga no

    Hong Kong suspendeu nesta quarta-feira (12) seu acordo de extradição com a Alemanha e se recusou a ratificar o mesmo tratado com a França após os países europeus tomarem a mesma medida por conta da nova lei de segurança da cidade autônoma.

    No início de agosto, Paris se recusou a ratificar o acordo de extradição com Hong Kong e Berlim suspendeu seu acordo de extradição, que estava em vigor desde 2009. 

    O governo de Hong Kong disse por comunicado que informou os consulados alemão e francês na região administrativa especial da China sobre a decisão. 

    As autoridades de Hong Kong também criticaram a Alemanha e a França por suspender unilateralmente os acordos de extradição devido à recém-adotada lei de segurança nacional.

    "Esses movimentos são uma interferência aberta nos assuntos internos da China e uma violação do direito internacional e das normas básicas que regem as relações internacionais", afirmou o governo de Hong Kong. 

    Desde a adoção da lei de segurança nacional no final de junho, vários países ocidentais, incluindo Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Reino Unido, suspenderam acordos de extradição com Hong Kong.

    Mais:

    Washington sanciona o Executivo de Hong Kong e autoridades da China continental
    China fala em 'consequências' e ameaça Reino Unido após medida sobre extradição em Hong Kong
    Reino Unido se abre para habitantes de Hong Kong e diz que processo de cidadania começará em janeiro
    Magnata da mídia de Hong Kong é preso sob nova lei de segurança nacional chinesa
    China decide sancionar políticos americanos por 'comportamento errado' em relação a Hong Kong
    Tags:
    acordo de extradição, China, Alemanha, França, Hong Kong
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar