16:34 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    132
    Nos siga no

    Engenheiro aeronáutico egípcio levantou a hipótese de o avião do voo MH370 ter pousado nas Filipinas, enquanto mídia listou aeroportos em que a aeronave poderia ter pousado.

    O engenheiro aeronáutico egípcio Ismail Hammad alegou que o Boeing 777 do voo MH370 desaparecido em 2014 poderia ter pousado em uma das ilhas das Filipinas.

    Conforme publicou o tabloide Daily Star, o especialista acredita que o avião foi sequestrado, seja por um dos pilotos, membro da tripulação ou por alguém de entre os passageiros.

    Além disso, Hammad afirma que, após o avião sair da rota, quem estava ao comando da aeronave tentou evitar os radares até pousar em um aeroporto abandonado no território das Filipinas.

    'Decisão inteligente'

    Segundo Hammad, ao amanhecer, quem estava pilotando o avião da Malaysia Airlines encontraria aeroportos adequados para o pouso na direção leste, após sobrevoar o mar do Sul da China.

    "Especialmente o grupo das ilhas orientais é o primeiro território seco que o avião encontrará durante o amanhecer depois de sobrevoar pela noite o mar do Sul da China e se aproximar ao nível do mar", afirmou o especialista.

    Entre as ilhas possíveis para o pouso, segundo Hammad, estariam Palawan, Mindanao e o arquipélago de Sulu com a sua maior ilha, Jolo.

    Ainda segundo Hammad, caso o sequestrador quisesse pousar ali, isso teria sido uma "decisão inteligente".

    Além disso, a região onde se juntam as fronteiras da Malásia, da Indonésia e das Filipinas seria uma zona livre do controle de tráfego aéreo.

    O especialista ressalta que a sobreposição das fronteiras dos três países nesta região origina uma "área cega" para o controle de tráfego aéreo.

    Prováveis aeroportos

    De acordo com o tabloide, seguindo os critérios de Hammad, o local de aterrissagem mais provável seria o campo de pouso de Kindley.

    O campo de pouso fica na ilha de Corregidor, na entrada da baía de Manila, capital das Filipinas. A ilha tem uma extensão de 5 km, além de ser pouco habitada e ter algumas fortificações ainda do tempo da Segunda Guerra Mundial.

    Outros campos aéreos que coincidem com os critérios de Hammad são a base aérea de Wallace, próximo à cidade filipina de San Fernando e o aeródromo de Rancudo, na ilha de Thitu.

    Cálculos prévios de Hammad apontavam ainda para a base aérea de Tarumpitao como sendo o ponto mais provável da aterrissagem da aeronave, uma vez que está localizada na ilha de Palawan.

    O voo MH370, que estava sendo executado por uma aeronave Boeing 777, desapareceu dos radares em março de 2014 com 227 passageiros e 12 tripulantes a bordo após decolar da capital malaia, Kuala Lumpur, a caminho de Pequim.

    Mais:

    VÍDEO mostra aterrissagem de avião com motor em chamas no Japão
    Caso misterioso no Triângulo das Bermudas teria sido resolvido por investigador
    Denúncia do voo MH370: copiloto teria sido conhecido por quebrar regras da aviação
    Tags:
    Indonésia, Malásia, Filipinas, Segunda Guerra Mundial, mistério, desaparecimento, aeroporto, voo MH370
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar