22:25 25 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)
    450
    Nos siga no

    O ministro da Saúde do Paraguai, Julio Mazzoleni, anunciou que 4.000 doses da vacina contra o coronavírus Sputnik V chegarão no país na quinta-feira (18).

    A imunização será iniciada em profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate à COVID-19. 

    Por meio do Twitter, Mazzoleni disse que tinha recebido confirmação do envio. Segundo ele, os profissionais que atuam em unidades de terapia intensiva serão os primeiros a receber a vacina. 

    ​Acabo de receber a informação a respeito da chegada do primeiro lote da vacina Sputnik V para quinta-feira, destinada a proteger a primeiríssima linha de atenção: as equipes médicas de tratamento intensivo

    A previsão é de que a campanha de imunização comece na semana que vem no Paraguai. As 4.000 doses poderão ser aplicadas em cerca de 72 horas. 

    Após o anúncio, o ministro disse, em coletiva de imprensa, acreditar que o país estava pronto para iniciar a vacinação. 

    "Como é um volume pequeno, temos que verificar o uso, temos as caixas térmicas preparadas. Acredito que estamos prontos", afirmou ele. 

    América do Sul

    Na semana passada, Mazzoleni explicou que o governo paraguaio tinha assinado acordo com o Fundo Russo de Investimentos Diretos para compra de um milhão de doses da Sputnik V. A vacina russa também está sendo usada por outros países da América do Sul, como Argentina e Bolívia. Na Venezuela, o primeiro lote do imunizante chegou na segunda-feira (15).

    Além disso, o Paraguai espera receber ainda em fevereiro, por meio do programa COVAX, iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) para distribuir imunizantes para países mais pobres, doses da vacina de Oxford/AstraZeneca.

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)

    Mais:

    Após RJ, cidades de Mato Grosso anunciam paralisação da vacinação
    Ministério da Saúde assina contrato para a compra de mais 54 milhões de doses da CoronaVac
    'Vacina de vento': secretário de Saúde do Rio diz que foi avisado pela mídia sobre seringas vazias
    Tags:
    América do Sul, OMS, novo coronavírus, pandemia, COVID-19, vacinação, vacina, Sputnik V, Paraguai
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar