21:55 12 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)
    6270
    Nos siga no

    As primeiras doses da vacina russa Sputnik V, contra o novo coronavírus, chegaram neste sábado (13) à Venezuela.

    Na última terça-feira (9), o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou que aguardava a chegada de 100 mil doses da vacina russa para imunizar trabalhadores que atuam diretamente com pacientes infectados pela COVID-19, depois, funcionários de hospitais em geral e cidadãos dos chamados grupos de risco. 

    Agora, no Aeroporto Internacional de Maiquetia Simón Bolívar, pousou um voo da Linha Aérea Conviasa com o primeiro lote da vacina Sputnik V para a Venezuela.

    Em dezembro, o governo da Venezuela chegou a um acordo com as autoridades russas para o fornecimento de dez milhões de doses desse imunizante.

    Ao menos 132.259 casos de infecção pela COVID-19 já foram detectados no país sul-americano desde o início da pandemia, dos quais 1.267 acabaram culminando na morte dos pacientes, segundo dados do Centro de Recursos do Coronavírus da Universidade Johns Hopkins.

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)

    Mais:

    Criadores da Sputnik V lançam tecnologia de elaboração rápida de vacinas contra cepas da COVID-19
    Quarto voo de Moscou pousa em Buenos Aires com vacina Sputnik V
    Catalunha pressiona UE para adquirir a vacina Sputnik V contra a COVID-19
    Rússia e Panamá estudam fornecimento da vacina Sputnik V
    Tags:
    russa, vacinação, Sputnik V, Nicolás Maduro, Venezuela, vacina, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar