11:42 14 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)
    2140
    Nos siga no

    O ministro da Saúde do Paraguai, Julio Mazzoleni, disse nesta quinta-feira (4) que seu país assinou um contrato com o Fundo Russo de Investimentos Diretos para adquirir a vacina Sputnik V.

    "Tenho o prazer de anunciar que assinamos um contrato com o Fundo Russo de Investimentos Diretos. Será enviado nas próximas horas. Em breve, anunciaremos o volume e os prazos de entrega [da vacina]", disse Mazzoleni durante a apresentação do relatório epidemiológico do ministério, transmitido pela TV estatal Paraguai.

    A vacina Sputnik V, registrada na Rússia em 11 de agosto de 2020, consiste em duas doses aplicadas com intervalo de 21 dias; a primeira é baseada no adenovírus humano tipo 26 e a ​​segunda no adenovírus humano recombinante tipo 5.

    Produção da vacina Sputnik V em São Petersburgo, na Rússia
    © REUTERS / Anton Vaganov
    Produção da vacina Sputnik V em São Petersburgo, na Rússia

    Além da Rússia, o imunizante já foi autorizado por Argentina, Argélia, Bielorrússia, Bolívia, Emirados Árabes Unidos, Hungria, Palestina, Paraguai, Paquistão, Sérvia, Turcomenistão e Venezuela.

    Por outro lado, o ministro destacou que as vacinas pelo mecanismo COVAX chegarão na segunda quinzena de fevereiro.

    "As vacinas que chegariam ao Paraguai por meio desse mecanismo seriam da AstraZeneca", acrescentou Mazzoleni.

    Desde que a doença foi detectada no país, em março passado, 135.229 pessoas foram infectadas com o novo coronavírus, das quais 110.832 se recuperaram e 2.765 morreram.

    Tema:
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)

    Mais:

    Argentina reforça segurança da fronteira com o Paraguai após suposta 'ameaça terrorista'
    Em 2022 teremos capacidade de usar 100% da energia de Itaipu, diz presidente do Paraguai
    Paraguai registra vacina russa Sputnik V contra COVID-19, segundo RFPI
    Tags:
    Sputnik V, vacina, novo coronavírus, COVID-19, pandemia, Rússia, Paraguai
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar