22:28 14 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    2321
    Nos siga no

    Entre os entraves territoriais com a Guiana, o Comando Estratégico Operacional das Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (CEOFANB) da Venezuela anunciou na quinta-feira (21) que está realizando "ações de patrulhamento" para assegurar a defesa da costa atlântica.

    De acordo com a entidade militar, as operações de "constante monitoramento" são conduzidas junto à Marinha da Venezuela e buscam sobretudo "garantir a defesa e soberania" do país perante qualquer ameaça.

    ​Por ordem do nosso [presidente] Nicolás Maduro a CEOFANB por meio da Marinha da Venezuela executa ações de patrulhamento de forma coordenada e planejada, mantendo o constante monitoramento para garantir a defesa e soberania da nossa costa atlântica.

    Por sua vez, o ministro da Defesa do país, Vladimir Padrino López, destacou o trabalho da Marinha ao patrulhar "os indiscutíveis espaços jurisdicionais" da Venezuela.

    No dia 7 de janeiro, Nicolás Maduro, assinou um decreto que estabelece a formação de um novo território marítimo na costa atlântica a fim de proteger os territórios do país pela disputa territorial que mantém com a Guiana por Essequibo.

    Recentemente, tropas dos EUA realizaram exercícios militares com a Guiana perto da fronteira venezuelana.

    Mais:

    Chanceler venezuelano diz que todos os planos de Pompeo para América Latina 'fracassaram'
    Maduro pede a Biden que retifique 'demonização' que EUA têm feito da Venezuela
    Maduro assina decreto sobre território marítimo que inclui região disputada com a Guiana
    Tags:
    oceano Atlântico, Nicolás Maduro, Guiana, América do Sul, territórios disputados, patrulhamento, Forças Armadas da Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar