15:45 21 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    O presidente Donald Trump, no último dia do poder, concedeu perdão a várias pessoas, entre as quais está seu ex-assessor Steve Bannon, informou a Casa Branca nesta quarta-feira (20).

    "O presidente Trump concedeu perdão total a Stephen Bannon. Procuradores perseguiram o senhor Bannon com acusações relacionadas a fraudes, originadas de sue envolvimento em um projeto político. O senhor Bannon tem sido um líder importante do movimento conservador e é conhecido por sua perspicácia política", diz o comunicado publicado no site oficial da Casa Branca.

    Tendo todos os quatro envolvidos assumido culpa, Bannon e mais três cúmplices são acusados de fraude em campanha virtual de doações para construção do muro na fronteira entre México e EUA. Supõe-se que centenas dos US$ 25 milhões (R$ 134 milhões) arrecadados para construção do muro tenham sido gastas para pagar despesas pessoais de Bannon e seus amigos.

    Ex-estrategista-chefe da Casa Branca durante administração Trump, Steve Bannon (foto de arquivo)
    © AP Photo / Evan Vucci
    Ex-estrategista-chefe da Casa Branca durante administração Trump, Steve Bannon (foto de arquivo)

    O ex-assesor de Trump negou a culpa, e a Justiça concordou que Bannon fosse liberado sob fiança de US$ 5 milhões (R$ 26,8 milhões).

    Steve Bannon trabalhou como estrategista-chefe da Casa Branca de janeiro a agosto de 2017, sendo também um dos principais agentes durante a campanha eleitoral de Trump em 2016.

    Adicionalmente, o presidente Trump comutou as sentenças de 70 indivíduos.

    Anteriormente, Donald Trump já indultou seus ex-companheiros, condenados na sequência da investigação pelo diretor do FBI Robert Mueller, incluindo Michael Flynn, Roger Stone e Paul Manafort.

    Mais:

    Trump planeja partir de Washington na manhã do dia da posse de Biden
    Trump quer saber quem foram os 10 republicanos que votaram contra ele no processo de impeachment
    Trump diz estar orgulhoso em ser 1º presidente em décadas a 'não iniciar uma nova guerra'
    Trump discute criação de novo partido nos Estados Unidos, escreve jornal
    Tags:
    comutação, perdão, Steve Bannon, EUA, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar