01:30 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    613
    Nos siga no

    O Twitter baniu nesta sexta-feira (6) uma conta utilizada por Steve Bannon após o ex-assessor de Trump sugerir a decapitação de Anthony Fauci, autoridade em doenças infecciosas dos EUA, e Christopher Wray, diretor do FBI.

    A declaração foi feita durante um podcast, que foi publicado pelo ex-assessor de Trump em diversas redes sociais. No podcast, Bannon disse que um possível segundo mandato de Trump começaria com "a demissão de Wray e de Fauci". Logo depois, Bannon foi além e sugeriu a decapitação de ambos:

    "Agora, na verdade, quero dar um passo adiante, mas sei que o presidente é um homem de bom coração e bom. Na verdade, gostaria de voltar aos velhos tempos da Inglaterra Tudor. Eu colocaria as cabeças em piques. Eu as colocaria nos dois cantos da Casa Branca como um aviso aos burocratas federais: 'Ou você segue o programa ou está fora - hora de parar de jogar'", disse ele, conforme noticiado pelo portal Uol.

    Após as declarações, o Twitter disse em comunicado à rede de televisão americana NBC que "a conta @WarRoomPandemic foi suspensa de forma permanente por violar as regras do Twitter, especificamente a política sobre a glorificação da violência", ainda conforme o Uol.

    O mesmo podcast também foi compartilhado em contas do assessor no Youtube e no Facebook. As duas plataformas removeram os vídeos passadas algumas horas da publicação.

    Em agosto, Bannon foi preso sob a acusação de fraude. O ex-assessor de Trump foi acusado de enganar doadores em esquema de arrecadação de fundos para uma campanha a favor da construção de um muro entre os Estados Unidos e o México. Bannon teria utilizado as doações para uso pessoal. Ele ficou preso por algumas horas e foi solto após pagar fiança de US$ 5 milhões.

    Mais:

    Moçambique: dezenas de pessoas são decapitadas por participação em ritual de iniciação
    Eduardo Bolsonaro se reúne com Steve Bannon e discute situação da Amazônia
    Juíza dos EUA marca julgamento de Steve Bannon para 2021
    Tags:
    banir, Steve Bannon, Twitter
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar