05:34 29 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    13967
    Nos siga no

    O chefe do Pentágono, Mark Esper, afirmou que a atual retirada de tropas norte-americanas da Alemanha se enquadra na estratégia de dissuasão seguida pelos EUA.

    A retirada das tropas norte-americanas da Alemanha se enquadra na estratégia militar seguida pelos EUA, disse o chefe do Pentágono, Mark Esper.

    "Estamos movendo mais tropas para o leste, para mais perto das fronteiras da Rússia, para os dissuadir", disse ele em uma entrevista ao canal Fox News, na qual também discutiu outros temas.

    De acordo com a autoridade norte-americana, a maioria dos aliados com os quais falou considerou esse um "bom passo".

    No final de julho, Esper disse que cerca de 12.000 militares norte-americanos seriam retirados da Alemanha. A maioria deles (6,4 mil) será enviada para casa, enquanto os outros serão transferidos para diversos países da OTAN, incluindo a Polônia, a Itália e a Bélgica.

    Além disso, a sede das forças dos EUA na Europa será transferida da Alemanha para a cidade belga de Mons, onde está localizada a Sede do Comando Supremo das Forças Aliadas na Europa.

    Na segunda-feira (3), o chefe do Pentágono comunicou que os Estados Unidos enviariam mais mil soldados para a Polônia, além dos 4.500 já presentes no país em regime de rotação.

    O Congresso dos EUA tem financiado nos últimos cinco anos a iniciativa de dissuasão militar da Rússia, que prevê um aumento da presença de militares norte-americanos na Europa Oriental.

    Mais:

    Aposta dos EUA em mísseis balísticos para 'conter a Rússia' tem justificação? Especialista explica
    'Desafio para rastrear': novos submarinos russos representam ameaça aos EUA, adverte Pentágono
    Estados Unidos entregam poderosas lanchas à Marinha da Ucrânia
    Tags:
    OTAN, Polônia, Mark Esper, Pentágono, Alemanha, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar