01:39 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    7729
    Nos siga no

    O desenvolvimento e a implantação de um míssil de cruzeiro nuclear lançado de uma plataforma marítima são essenciais para dissuadir a Rússia, afirmam autoridades dos EUA.

    Moscou continua desenvolvendo um programa abrangente que visa modernizar e expandir suas armas nucleares para teatros de baixa intensidade e táticas. O que é mais preocupante, de acordo com as autoridades americanas, é que a estratégia russa considera o uso dessas capacidades nucleares em um conflito.

    Por sua vez, Washington retirou em 2010 seu último míssil de cruzeiro nuclear lançado do mar, que era uma das duas restantes armas nucleares táticas (não estratégicas) dos EUA.

    O documento Revisão de Postura Nuclear 2018, que determina qual deve ser o papel das armas nucleares na estratégia de segurança dos EUA, solicita a reorientação das forças nucleares do país para colmatar esta lacuna na linha de escalada e reforçar a dissuasão contra o uso de armas nucleares de baixa potência, ressalta o Departamento de Defesa dos EUA.

    Lançamento de míssil balístico intercontinental (imagem referencial)
    © AP Photo / Força Aérea dos EUA / aviador sênior Clayton Wear
    Lançamento de míssil balístico intercontinental (imagem referencial)

    Um míssil de cruzeiro com ogiva nuclear lançado a partir do mar responderia à evolução alarmante das forças e da doutrina dos concorrentes nucleares, diz o documento, acrescentando que tanto Rússia como a China estão investindo quantias significativas de dinheiro para aperfeiçoar e expandir suas forças nucleares sem indicações claras sobre onde essa expansão vai parar.

    Com essa capacidade os EUA fariam qualquer adversário pensar duas vezes em relação ao uso de armas nucleares, dizem as autoridades norte-americanas.

    Mais:

    EUA impulsionam gastos globais recordes em armas nucleares, expõe relatório
    Rússia responderá a eventual implantação de armas nucleares dos EUA na Polônia, diz diplomata
    Porta-voz: Rússia enfatizou aos EUA a importância de retirarem armas nucleares da Europa
    Tags:
    ogiva nuclear, dissuasão nuclear, Rússia, Pentágono, EUA, míssil nuclear, míssil de cruzeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar