17:08 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    210
    Nos siga no

    A aproximação entre os presidentes Alberto Fernández, da Argentina, e Jair Bolsonaro, do Brasil, é essencial para a saúde do Mercosul, afirmou na quinta-feira o ministro das Relações Exteriores do Paraguai, Antonio Rivas Palacios, à Sputnik.

    "Estamos muito felizes por haver uma abordagem muito mais importante. Essa abordagem que está ocorrendo entre o Brasil e a Argentina é muito importante para a saúde e o futuro do Mercosul", disse Rivas Palacios.

    Bolsonaro transmitiu na quarta-feira ao ministro das Relações Exteriores da Argentina, Felipe Solá, em visita oficial a Brasília, sua vontade de encontrar seu colega Fernández no dia 1º de março em Montevidéu, na ocasião da cerimônia de posse do novo governo uruguaio de Luis Lacalle Pou.

    No entanto, não está claro que o presidente argentino possa viajar naquele dia para a capital uruguaia, porque ele deve liderar a cerimônia de abertura do Congresso de seu país.

    Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, recebe o chanceler argentino, Felipe Solá, no Itamaraty em Brasília (DF)
    © Folhapress / Futura Press
    Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, recebe o chanceler argentino, Felipe Solá, no Itamaraty em Brasília (DF)

    O encontro entre Solá e Bolsonaro ocorreu após meses de tensão e declarações críticas do presidente do Brasil. Bolsonaro chegou a dizer após a vitória de Fernández nas eleições que os cidadãos argentinos haviam escolhido "errado".

    Fernández, por outro lado, visitou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) quando estava na prisão e se declarou publicamente a favor de sua liberdade – um movimento que também irritou Bolsonaro.

    Bolsonaro não compareceu à posse de seu par argentino em 10 de dezembro e, inicialmente, pensou em enviar um funcionário de segunda classe, mas finalmente concordou em participar da cerimônia o vice-presidente Antônio Hamilton Mourão.

    Mais:

    'Abusivo': defensor do garimpo, Bolsonaro critica o tamanho das áreas indígenas
    Bolsonaro diz que Greenpeace é um 'lixo' e uma 'porcaria'
    Analista: presidente argentino deveria seguir caminho político de Bolsonaro para crescer
    Tags:
    Antonio Hamilton Mourão, Luiz Inácio Lula da Silva, relações bilaterais, diplomacia, Mercosul, Jair Bolsonaro, Alberto Fernández, Uruguai, Paraguai, Argentina, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar