13:52 22 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    141
    Nos siga no

    O chanceler da Argentina, Felipe Solá, afirmou nesta quarta-feira (12) em Brasília que o "Mercosul deve celebrar acordos com outros países para crescer" e que governo argentino não sera "trava" para isso.

    "Entendemos que, como estratégia, o Mercosul deve celebrar acordos de comércio com outros países para crescer", disse Solá após encontro com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, segundo publicado pela Folha de S.Paulo. 

    Além disso, Solá garantiu que a Argentina não sera "uma trava" para as negociações de acordos comerciais do Mercosul. 

    O bloco terminou no ano passado negociações para assinar acordos com a União Europeia e a Efta (Associação Europeia de Comércio Livre), mas os tratados, acertados quando a Argentina era governada por Mauricio Macri, ainda precisam ser ratificados, processo que pode ser lento. 

    'Vemos esses acordos com uma mente aberta'

    "Nós vemos esses acordos com uma mente aberta e vamos atuar para não sermos uma trava", acrescentou. 

    O Mercosul é formado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. 

    O encontro de Solá com Araújo, o primeiro de alto nível desde a eleição de Alberto Fernández na Argentina, aconteceu no Itamaraty. À tarde, ele esteve no Palácio do Planalto, onde foi recebido pelo presidente Jair Bolsonaro.

    Após a vitória do candidato de centro-esquerda, Bolsonaro lamentou o resultado do pleito no país vizinho. Fernández, por sua vez, respondeu criticando Bolsonaro. Após a posse do argentino, no entanto, o tom do diálogo entre os dois governos se tornou mais pragmático. 

    Chanceler pede ajuda do Brasil com FMI

    Solá também pediu apoio do Brasil na renegociação da dívida argentina no FMI (Fundo Monetário Internacional). 

    "Pedimos ao Brasil que também nos apoie da maneira possível no FMI, porque é o primeiro passo de uma escada com muitos degraus", afirmou. 

    Mais:

    Taxação de exportações agrícolas argentinas pode impactar Brasil e Rússia, diz especialista
    Apoio do Brasil aos EUA dificulta acordos de segurança com a Argentina, diz professor
    Tratado com a UE poderá ser desafio para as relações entre Brasil e Argentina
    Tags:
    comércio, acordo, União Europeia, Mercosul, governo, diplomacia, Itamaraty, Ernesto Araújo, Argentina, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar