17:38 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    790
    Nos siga no

    Um carregamento de 1,5 milhão de vacinas contra o vírus da gripe chegou na Venezuela nesta segunda-feira (30) vindo da Nicarágua.

    O medicamento foi elaborado em um convênio com a Rússia, afirmou o vice-ministro de Recursos, Tecnologia e Regulamentação do Ministério da Saúde, Gerardo Briceño.

    "Tivemos uma cooperação muito estreita com a Rússia depois que o presidente [Nicolás Maduro] fez um acordo firme com os companheiros russos", disse Briceño. "A primeira coisa que recebemos foi insulina, há cerca de três semanas, 200 mil doses, e esse acordo inclui a produção no país, juntamente com a empresa russa de insulina Geropharm, através da estatal venezuelana Espromed Bio."

    Em abril passado, uma linha de produção de última geração do Instituto Mechnikov, construída pela Rússia e a Nicarágua, lançou o primeiro lote comercial da vacina contra a gripe.

    A iniciativa é administrada por uma empresa nicaraguense, mas o lado russo, representado pelo Instituto de Pesquisa de Vacinas de São Petersburgo, investiu no projeto, na transferência de tecnologia e no treinamento da equipe.

    Briceño também destacou os acordos de saúde que a Venezuela tem com Cuba e China.

    "Outros acordos com a República de Cuba, que não apenas nos enviam médicos, mas também nos ajudam com a questão de medicamentos, e um acordo muito importante que a Venezuela mantém com o governo chinês, que estamos avançando em quantidades significativas de suprimentos para nossos hospitais, para pacientes crônicos e doenças agudas", afirmou.

    O governo venezuelano acusa os Estados Unidos de erguer um bloqueio econômico que o impede de comprar medicamentos.

    Mais:

    Papa pede esperança para continente americano e Venezuela
    Maduro diz que armas roubadas das Forças Armadas da Venezuela estão no Brasil
    Exército da Venezuela e rebeldes teriam violado fronteira do Brasil, segundo mídia
    Maduro diz que Colômbia 'financia violência e golpe' contra Venezuela
    Venezuela pede ao Brasil entrega de 5 militares desertores envolvidos no ataque a batalhão
    Tags:
    Nicolás Maduro, vacina, Rússia, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar