17:16 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, em Caracas

    Maduro diz que provavelmente chegará a um acordo com a oposição até o final de 2019

    © Sputnik / Stringer
    Américas
    URL curta
    270

    O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, disse que um acordo entre seu governo e a oposição provavelmente será alcançado até o final deste ano, acrescentando que sua administração está aberta ao diálogo com todos os grupos da oposição.

    “Tenho certeza de que em 2019 chegaremos a um grande acordo de entendimento mútuo e de paz, diálogo e democracia para a Venezuela”, disse Maduro à TV estatal venezuelana.

    O presidente também reafirmou a disposição de seu governo de continuar as negociações com a oposição na Noruega.

    “Eu gostaria de reafirmar a prontidão do governo para o diálogo na Noruega, com o objetivo de criar um mecanismo permanente para conversações e busca de soluções. Esse é o objetivo e posso dizer que o processo está se desenvolvendo de uma maneira boa”, disse Maduro.

    A situação na Venezuela está tensa desde janeiro, quando protestos anti-governo, alimentados pela auto proclamação do líder da oposição Juan Guaidó como presidente interino do país.

    Maduro criticou Guaidó, dizendo que agiu sob as ordens dos Estados Unidos, que tentaram instalá-lo como presidente do país e se apossar dos ativos de petróleo da Venezuela.

    O governo e a oposição realizaram várias rodadas de negociações, mediadas pela Noruega, no entanto, nenhum acordo foi ainda alcançado.

    O governo norueguês disse que houve progresso nas negociações entre as partes interessadas em Oslo. Eles supostamente incluem funcionários do governo e pessoas leais ao líder da oposição, Guaidó.

    Os Estados Unidos e 54 países reconhecem Guaidó como líder da Venezuela. No entanto, Rússia, China, Irã e vários outros países reconhecem Maduro eleito constitucionalmente como o presidente legítimo da Venezuela.

    A Rússia disse que os EUA estão estrangulando a Venezuela com sanções, na tentativa de arrastar a nação latino-americana para o caos.

    Mais:

    Assessor responsabilizado pelo golpe na Venezuela era agente da CIA, assegura Maduro
    EUA anunciam sanções contra filho de Maduro e aumentam pressão sobre a Venezuela
    'Tudo conversa': venezuelanos perdem paciência com Guaidó e veem Maduro mais forte
    Tags:
    Juan Guaidó, Nicolás Maduro, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar